Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Número de vítimas civis no Afeganistão desce pela primeira vez desde 2012

O número de vítimas civis registado em 2017 no Afeganistão foi de 10.453 (3.438 mortos e 7.015 feridos), menos 9% que em 2016, sendo a primeira descida desde 2012, anunciou hoje a ONU em Cabul.

Número de vítimas civis no Afeganistão desce pela primeira vez desde 2012
Notícias ao Minuto

07:18 - 15/02/18 por Lusa

Mundo ONU

De acordo com os dados da Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA), apresentados em Cabul, no conflito afegão em 2017 registou-se uma descida relativamente a 2016, altura em que tinham sido registadas 11.434 vítimas civis (3.510 mortos e 7.929 feridos).

Os dados apontam para uma diminuição de 2% de vítimas mortais e de 11% nos feridos comparado com 2016, uma descida que se deve à redução do número de campanhas no terreno e dos ataques com morteiros nas zonas mais populacionais.

"Estas estatísticas têm por base dados fiáveis sobre o impacto da guerra, mas os números por si só não demonstram o horrível sofrimento causado às pessoas, especialmente em mulheres e crianças", disse o responsável pela UNAMA, Tadamichi Yamamoto.

Em 2017, 359 mulheres morreram no conflito afegão e 865 ficaram feridas, um aumento de 1% relativamente ao ano anterior.

O número de crianças afetadas desceu 10% relativamente a 2016, com 861 mortos e 2.318 feridos.

A UNAMA relacionou 65% das mortes civis com grupos contrários aos avançados pelo Governo de Cabul: 42% aos talibãs, 10% ao Estado Islâmico e 13% associados a outros insurgentes.

Outros 20% foram atribuídos a tropas afegãs (16%), às forças internacionais (2%) e a outros grupos leais ao Governo afegão (2%), sendo que nos restantes 11% não foi possível concretizar pela UNAMA.

Apesar da descida geral do número de vítimas civis, a ONU expressou a sua "profunda preocupação" pelo aumento de 17% dos afetados por ataques suicidas e similares com 2.295 vítimas (605 mortos e 1.690 feridos) relativamente aos 1.963 de 2016 (398 mortos e 1.565 feridos).

No ano passado, um atentado em Cabul com um camião carregado de explosivos matou 150 civis no pior ataque com estas características desde a invasão norte-americana no Afeganistão que derrotou os talibãs em 2001.

Este ano, um ataque ao Hotel Intercontinental de Cabul e a explosão de uma ambulância carregada de explosivos causaram cerca de 120 mortos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório