Alemanha tem de "aprender a proteger-se" de ciberataques, diz Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu hoje que a Alemanha tem de adquirir capacidades para enfrentar como desafios quotidianos ataques informáticos como os lançados pela Rússia.

© DR
Mundo Chanceler alemã

Merkel disse desconhecer se o ataque que no fim de semana visou a operadora telefónica alemã, a Deutsche Telekom, teve origem na Rússia, mas disse que este tipo de "ciberataques, ou conflitos híbridos como refere a doutrina [oficial] da Rússia, pertencem agora ao quotidiano e devemos aprender a responder-lhes".

PUB

Cerca de 900 mil clientes alemães da Deutsche Telekom registaram no domingo e na segunda-feira dificuldades no acesso à internet por causa de um ciberataque.

De acordo com o gabinete federal de segurança informática alemão, o ataque afetou também redes seguras da administração governamental alemã, mas foi contrariado devido às medidas de proteção existentes.

De acordo com técnicos de segurança informática, citados pelo diário berlinense Tagesspiegel, o ciberataque pode ser oriundo da Rússia.

"Temos de informar as pessoas e exprimir as nossas convicções com clareza", disse a chanceler, apelando à população para que "não se deixe irritar" por este tipo de ação.

"Só temos de saber que isto existe e aprender a viver com isso", disse Merkel à imprensa.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS