Tampões gratuitos? Adolescente pede a mulheres que "controlem bexigas"

Bexiga e útero são locais diferentes. Este rapaz parece desconhecer esse 'pormenor' e está a levantar polémica.

© Reprodução Mercury Press
Mundo Reino Unido

Estão a levantar polémica nas redes sociais os comentários que um britânico, de 19 anos, usou para se manifestar contra o pedido para que os tampões passem a ser gratuitos.

PUB

A temática tem sido discutida no Reino Unido, mas o aparente total desconhecimento da anatomia feminina deste adolescente está a levantar novo debate sobre a necessidade de educação sexual.

Isto porque o adolescente pede às mulheres que “controlem as bexigas”.

“Os tampões não devem ser gratuitos. Por que é que toda a gente continua a dizer que devem ser?? Se não conseguem controlar as vossas bexigas isso não é problema de quem paga impostos”, pode ler-se.

No Twitter, Ryan Williams faz mais comentários nesse sentido, partilhados milhares de vezes, como “paguem pelos vossos próprios tampões se não conseguem aguentar-se até chegar à casa de banho”.

Noutro comentário sugere às mulheres que façam o que ele fez à sua cadela: uma esterilização. Para abordar este tema usa a hashtag #SelfControl (autocontrolo) e diz-se meninist (o equivalente masculino de feminista).

Apesar da grande quantidade de mensagens negativas e até ameaças de morte, o jovem continua a defender o seu ponto de vista e em entrevista ao Mirror garante que também houve muitas pessoas a dar-lhe razão.

A chamada ‘taxa do tampão’ é um imposto a que as mulheres estão sujeitas em alguns países pela compra de produtos de higiene como tampões ou pensos higiénicos, equiparados a produtos de luxo.

A situação está a indignar pessoas em todo mundo, sobretudo nos Estados Unidos, Reino Unido Malásia ou Austrália, onde é exigida uma taxa de 4%, 5%. 6% ou 10%, respetivamente.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS