Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 22º

Socialistas afastam antecipação de eleições gerais em Espanha

A porta-voz dos socialistas espanhóis (PSOE), Esther Peña, descartou hoje a antecipação de eleições gerais no país após a vitória do PP nas eleições europeias de domingo.

Socialistas afastam antecipação de eleições gerais em Espanha
Notícias ao Minuto

11:10 - 10/06/24 por Lusa

Mundo Europeias/Espanha

"Sem dúvida, não. Em nenhum caso", respondeu a socialista quando questionada, numa entrevista na Antena 3, sobre se estão a considerar convocar eleições gerais, como exigem o PP e o Vox, após os resultados do Parlamento Europeu, que deram a vitória a Alberto Núñez Feijóo, com 22 eurodeputados. Os socialistas conquistaram 20 assentos.

Para a porta-voz do PSOE, os resultados marcam "uma história muito semelhante" à das eleições gerais de há um ano, e se as eleições para renovação das Cortes Gerais se repetissem hoje "o Partido Socialista continuaria a governar e o Partido Popular ainda seria o líder da oposição".

Por isso, perguntou a responsável ao líder do PP: "para que serviu tanta máquina de lama, tanta farsa, tanto barulho", se finalmente "temos agora um quadro praticamente semelhante" ao de 23 de julho de 2023. "O que demonstraram (as eleições europeias) é que não serviu de nada", comentou.

Peña manifestou ainda a sua preocupação com a "onda reacionária" e com os três deputados europeus conquistados pelo comunicador Luis 'Alvise' Pérez com o seu grupo "Se Acabó la Fiesta", a quinta força política nas eleições europeias de domingo.

O Partido Popular (PP, direita) tinha considerado que os resultados das eleições europeias em Espanha são uma censura ao governo do socialista Pedro Sánchez e que abrem um novo ciclo político no país.

"Hoje (domingo) houve um sim a Alberto Núñez Feijóo [presidente do PP] e um não a Pedro Sánchez e à sua forma de fazer política", afirmou a "número dois" do partido, Cuca Gamarra, numa declaração aos jornalistas na sede dos populares, em Madrid.

Minutos depois, numa declaração a um grupo de simpatizantes do PP que se concentraram na entrada da sede do partido, Feijóo considerou também que Espanha está perante "um novo ciclo político".

Tanto Feijóo como Gamarra destacaram que o PP ganhou 1,5 milhões de votos, elegeu mais nove eurodeputados e cresceu mais de 14 pontos em relação às europeias anteriores, de 2019.

Espanha elegeu 61 eurodeputados (mais sete do que em 2019).

Cerca de 361 milhões de eleitores dos 27 países da União Europeia (UE) foram chamados a escolher a composição do próximo Parlamento Europeu, elegendo 720 eurodeputados, mais 15 que na legislatura anterior.

A Portugal cabem 21 lugares no hemiciclo europeu.

Leia Também: Europeias. PPE vence e tem mais 48 eurodeputados do que S&D

Recomendados para si

;
Campo obrigatório