Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 22º

Cais de descarga em Gaza operacional dentro de dias

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca afirmou hoje que a doca temporária que está a ser construída pelos Estados Unidos para descarregar ajuda humanitária na costa de Gaza poderá estar pronta numa questão de dias.

Cais de descarga em Gaza operacional dentro de dias
Notícias ao Minuto

18:36 - 02/05/24 por Lusa

Mundo Faixa de Gaza

Numa conferência de imprensa, John Kirby disse que as más condições climatéricas estão a dificultar os preparativos. 

A plataforma flutuante, onde estão envolvidas as Forças Armadas norte-americanas, permitirá a entrada de mais alimentos e outros bens essenciais, embora até os Estados Unidos tenham reconhecido que tem limites e que a melhor opção é a entrada de camiões por estrada.

No início de março, o Presidente norte-americano, Joe Biden, anunciou um plano para construir uma doca temporária em Gaza, a fim de aumentar o fluxo de ajuda humanitária para o enclave palestiniano, alvo de uma ofensiva militar israelita desde 07 de outubro, que já causou mais de 34.000 mortos.

Segunda-feira passada, o Pentágono adiantou que a plataforma custará pelo menos 320 milhões de dólares (cerca de 298 milhões de euros).

Na ocasião, a porta-voz do Pentágono, Sabrina Singh, frisou aos jornalistas que o custo é uma estimativa aproximada para o projeto e inclui o transporte dos equipamentos e secções do cais dos Estados Unidos para a costa de Gaza, bem como as operações de construção e entrega de ajuda.

Fotos de satélite analisadas no mesmo dia pela agência noticiosa Associated Press (AP) mostram o 'USNS Roy P. Benavidez' a cerca de oito quilómetros do porto, onde a base de operações do projeto está a ser construída pelos militares israelitas.

O General Frank S. Besson Jr., da USAV, um navio logístico do Exército, e vários outros barcos do Exército, estão com o 'Benavidez' e a trabalhar na construção do que os militares chamam de sistema Joint Logistics Over-the-Shore, ou JLOTS.

Autoridades dos Estados Unidos e de Israel disseram que esperam ter o cais flutuante no lugar, a ponte ligada à costa e as operações em andamento até início de maio.

Segundo o plano dos militares norte-americanos, a ajuda será embarcada em navios comerciais em Chipre para navegar até à plataforma flutuante agora em construção ao largo de Gaza.

As paletes serão carregadas nos navios em camiões e serão, depois, transportadas em navios menores, que viajarão até uma ponte metálica flutuante de duas pistas. A ponte de 550 metros será anexada à costa pelas Forças de Defesa de Israel.

O oficial militar dos Estados Unidos disse que uma unidade de engenharia do Exército norte-americano juntou-se a uma outra, de engenharia, das Forças de Defesa de Israel (FDI) nas últimas semanas, para simular a instalação da ponte, treinando numa praia israelita.

O novo porto fica a sudoeste da Cidade de Gaza, um pouco a norte de uma estrada que corta Gaza a meio e que os militares israelitas construíram durante os atuais combates contra o Hamas.

A área era a mais populosa do território antes da ofensiva terrestre israelita ter ocorrido e empurrado mais de um milhão de pessoas para sul, em direção à cidade de Rafah, na fronteira egípcia.

A ajuda tem demorado a chegar a Gaza, com longas filas de camiões à espera de inspeções israelitas. Os EUA e outras nações também realizaram lançamentos aéreos para enviar alimentos para Gaza.

O oficial militar norte-americano referiu que as entregas na rota marítima inicialmente totalizarão cerca de 90 camiões por dia e poderão aumentar rapidamente para cerca de 150.

Organizações humanitárias afirmaram que são necessárias centenas de camiões deste tipo para entrar em Gaza todos os dias.

Leia Também: Se judeus não se protegerem, "ninguém" o fará, diz Netanyahu

Recomendados para si

;
Campo obrigatório