Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 23º

Grupo ECR não vai apresentar candidato a presidente da Comissão Europeia

O grupo dos Conservadores e Reformistas Europeus (ECR, na sigla inglesa, de direita) adotou hoje um manifesto político para as eleições europeias de junho e decidiu não apresentar qualquer candidato à presidência da Comissão Europeia.

Grupo ECR não vai apresentar candidato a presidente da Comissão Europeia
Notícias ao Minuto

14:13 - 24/04/24 por Lusa

Mundo Comissão Europeia

Em comunicado, os conservadores adiantam que a decisão de não apresentar um candidato principal ('spitzenkandidat') ao cargo atualmente ocupado por Ursula von der Leyen foi tomada por unanimidade pela liderança do grupo, presidida pela primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni.

A decisão de não avançar com um cabeça-de-lista para a liderança do executivo comunitário prende-se, nomeadamente, com o facto de o sistema ter sido contornado em 2019 com a escolha de Ursula von der Leyen, que não estava na corrida.

O ECR refere ainda nunca ter sido favorável ao sistema de 'spitzenkandidat', que considera uma tendência federalista, defendendo que a escolha do presidente da Comissão se mantenha como uma prerrogativa do Conselho Europeu.

O programa do ECR, para além de proclamar a soberania dos estados, defende prioridades como o investimento no reforço da indústria de defesa da União Europeia (UE), a cooperação com a NATO e o investimento em tecnologia e segurança.

No que respeita às metas ambientais, traçadas no Pacto Ecológico, o grupo defende uma inversão para "uma estratégia climática mais equilibrada e localizada", que dê prioridade Às preocupações "dos agricultores, dos pescadores, dos cidadãos e das empresas".

"Spitzenkandidat" é o termo alemão que, no contexto da UE, se refere ao candidato principal (ao cabeça de lista) de um partido político europeu a presidente da Comissão Europeia.

As eleições dos deputados ao Parlamento Europeu decorrem entre 06 e 09 de junho, sendo este último o dia em que os portugueses escolhem nas urnas os seus 21 representantes.

Leia Também: Portugal recebe ultimato sobre poderes dos coordenadores do digital

Recomendados para si

;
Campo obrigatório