Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 29º

Morreu antiga líder das Brigadas Vermelhas condenada no caso Aldo Moro

Barbara Balzerani, antiga líder das Brigadas Vermelhas e implicada no rapto e assassinato do antigo chefe de governo Aldo Moro, morreu hoje aos 75 anos, noticiaram os meios de comunicação social italianos.

Morreu antiga líder das Brigadas Vermelhas condenada no caso Aldo Moro
Notícias ao Minuto

21:05 - 04/03/24 por Lusa

Mundo Itália

Barbara Balzerani foi detida em junho de 1985 e condenada três vezes a prisão perpétua pelas suas atividades no grupo armado de extrema-esquerda durante os "Anos de Chumbo", nas décadas de 1970 e 1980.

Nunca negou o seu envolvimento, mas lamentou as vítimas das Brigadas Vermelhas.

Conhecida pelo nome de código "Sara", participou em várias ações de grande visibilidade, incluindo o rapto de Aldo Moro.

Aldo Moro, líder da Democracia Cristã e chefe de governo de 1963 a 1968 e de 1974 a 1976, foi raptado a 16 de março de 1978 e encontrado morto 55 dias depois na bagageira de um Renault 4 no centro de Roma.

Barbara Balzerani esteve também envolvida no rapto do general norte-americano James Lee Dozier, um alto responsável da NATO, em Verona (norte de Itália), em dezembro de 1981.

O general foi libertado após 42 dias de cativeiro por membros de elite da polícia italiana.

Foi uma das poucas mulheres que fez parte da direção das Brigadas Vermelhas e escreveu vários livros nos últimos 20 anos.

Em dezembro de 2006, foi-lhe concedida a liberdade condicional, após ter estado num regime de semiliberdade desde 1995, o que lhe permitiu trabalhar durante o dia numa empresa de informática, regressando à prisão à noite.

Leia Também: Áustria e Itália defendem negociações para adesão da Bósnia-Herzegovina

Recomendados para si

;
Campo obrigatório