Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 15º

Descoberto alçapão com droga em creche de Nova Iorque onde bebé morreu

A polícia regressou ao apartamento no Bronx na quarta-feira à noite, tendo localizado um alçapão com cerca de 10 quilos de narcóticos, incluindo fentanil.

Descoberto alçapão com droga em creche de Nova Iorque onde bebé morreu
Notícias ao Minuto

21:06 - 21/09/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

As autoridades norte-americanas descobriram mais droga escondida num alçapão na creche onde um bebé de um ano morreu por suspeitas de overdose, na semana passada, em Nova Iorque.

A polícia regressou ao apartamento no Bronx na quarta-feira à noite, tendo localizado um alçapão com cerca de 10 quilos de narcóticos, incluindo fentanil, depois de ter recebido uma denúncia, de acordo com a CNN. O mesmo meio adiantou que o compartimento estava debaixo de uma zona recreativa para as crianças.

Recorde-se que ainda que a proprietária, Grei Mendez, tenha assegurado que não tinha conhecimento da presença da droga na creche, onde três outras crianças adoeceram devido à exposição ao opioide, resíduos de fentanil foram encontrados debaixo de um tapete no berçário, segundo revelou Joseph Kenny, chefe do Departamento da Polícia de Nova Iorque, na segunda-feira.

Na verdade, Mendez declarou-se inocente, no domingo, das acusações de homicídio após a morte de Nicholas Dominici, de apenas um ano. O homem que arrendou um quarto na habitação, identificado como Carlisto Acevedo Brito, de 41 anos, terá recebido as mesmas acusações. Também o marido de Mendez está a ser procurado pelas autoridades.

Isto porque, de acordo com a audiência desta quinta-feira, os suspeitos terão tentado encobrir as overdoses dos bebés, e Mendez ligou diversas vezes ao cônjuge antes de contactar os serviços de emergência. A mulher terá também apagado mais de 20 mil mensagens do seu telemóvel, que as autoridades conseguiram recuperar.

Desde julho que a creche seria usada como local de distribuição de estupefacientes, particularmente fentanil, “apesar da presença diária de crianças, incluído bebés”. Além do quilo de fentanil encontrado, as autoridades descobriram ainda uma prensa dentro de um armário do corredor do apartamento, assim como uma segunda prensa no quarto de Brito. Acreditam, assim, que os suspeitos estavam encarregados de combinar a droga sintética com outros opioides ou pó de talco.

Segundo o advogado de Mendez, Andres Aranda, a mulher de 36 anos vivia no apartamento acima da creche e arrendou o quarto ao primo do marido, por 200 dólares mensais (cerca de 187 euros).

A creche terá sido inaugurada em janeiro deste ano, tendo passado as duas inspeções de que foi alvo, incluindo uma visita surpresa, no dia 6 de setembro.

No entanto, quando os serviços de emergência chegaram ao apartamento, depois de Nicholas não ter acordado da sesta, uma menina de oito meses e um menino de dois anos também mostravam sinais de intoxicação por opioides, tendo sido possível reverter os sintomas destes dois últimos menores. Nicholas acabaria por morrer numa unidade hospitalar daquela região, mais tarde.

Uma quarta criança terá sido levada pela mãe até ao hospital, depois de ter mostrado sinais de intoxicação por opioides, de acordo com a Associated Press.

De notar que ainda não é claro como é que as crianças foram expostas à droga sintética, e as causas da morte de Nicholas ainda estão por determinar.

[Notícia atualizada às 23h24]

Leia Também: Encontrado 1kg de fentanil em creche onde criança de 1 ano morreu nos EUA

Recomendados para si

;
Campo obrigatório