Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 19º

Argélia vai rever preços do gás com o principal cliente em Espanha

A empresa pública argelina de hidrocarbonatos Sonatrach assinou esta quinta-feira um acordo com o seu principal cliente em Espanha, a Naturgy, para "rever" os preços do gás que fornece através do gasoduto Medgaz.

Argélia vai rever preços do gás com o principal cliente em Espanha
Notícias ao Minuto

22:51 - 06/10/22 por Lusa

Mundo Energia

"A Sonatrach e o seu parceiro Naturgy concordaram em rever os preços dos contratos de fornecimento de gás a longo prazo, à luz da evolução do mercado, garantindo assim o equilíbrio do seu contrato numa base benéfica para todos", realçou a empresa argelina, sem especificar os novos valores.

No final da cerimónia de assinatura do contrato, que decorreu na sede da Sonatrach em Argel, o presidente executivo da Naturgy, Francisco Reynés, destacou que este acordo é "uma boa notícia para a Naturgy e Espanha".

"As relações entre a Sonatrach e a Naturgy remontam a mais de 30 anos e hoje esta relação é diversa. A Sonatrach é um importante acionista e é o principal fornecedor de gás para a Naturgy e Espanha, pelo que há grandes razões pelas quais este acordo representa uma boa notícia para a Naturgy e Espanha", salientou Reynés aos jornalistas, numa conferência conjunta com o diretor executivo da empresa argelina, Toufik Hakkar.

O acordo oficializado esta quinta-feira é o resultado "da grande capacidade negocial das duas equipas perante uma difícil situação de relatividade do mercado e a situação de especulação do preço do gás, que gerou tensões", acrescentou Francisco Reynés.

Já Toufik Hakkar especificou que o acordo "está vinculado à revisão dos preços do gás de acordo com a realidade e as regras que existem no mercado mundial" e que se estende até 2031.

Segundo a estatal argelina, a assinatura deste acordo "reforça a colaboração de longo prazo entre a Sonatrach e a Naturgy e visa consolidar a sua posição no mercado espanhol".

Na semana passada, a Hakkar anunciou que, após seis meses de diálogo com seis dos seus onze parceiros, os novos preços e volumes adicionais, que permanecem "confidenciais", tinham sido alcançados num contexto em que "o mercado internacional de gás vive uma surpreendente escalada de preços".

O responsável descartou na altura um aumento de volume para Espanha, através do gasoduto Medgaz que liga os dois países pelo Mediterrâneo e tem capacidade para transportar 11.000 milhões de metros cúbicos por ano, por já estar a ser explorado na sua capacidade máxima.

A Argélia, décimo maior produtor de gás do mundo, posiciona-se como o principal fornecedor de gás em alternativa à energia russa, mas vive uma crise diplomática sem precedentes com Espanha, depois de Madrid ter apoiado em março o projeto de autonomia marroquina para a ex-colónia espanhola do Saara Ocidental.

A questão do Saara Ocidental, considerado "território não autónomo" pela ONU, opõe há décadas Marrocos, que controla 80% da região, aos separatistas da Frente Polisário, apoiados por Argel.

Apesar desta mudança de posição, a Argélia recuperou a liderança como maior importador de gás para Espanha em julho, com 8.572 gigawatts-hora (GWh), valor ainda inferior à registado no ano anterior.

Segundo a Enagas, gestora da rede de gás espanhola, a Argélia foi o segundo fornecedor de gás da Espanha em agosto (24%), atrás dos Estados Unidos (26,5%) e à frente da Nigéria (15,3%).

Leia Também: Há "interesse" argelino em investimento de empresas portuguesas no país

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório