Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Partido Republicano ameaça boicotar Comissão de Debates Presidenciais

A direção do Partido Republicano dos EUA anunciou quinta-feira que está a estudar alterações de regras internas, para obrigar os pretendentes a ser candidato/a presidencial a não participarem em debates organizados pela Comissão de Debates Presidenciais.

Partido Republicano ameaça boicotar Comissão de Debates Presidenciais
Notícias ao Minuto

00:15 - 14/01/22 por Lusa

Mundo EUA

A direção do Partido Republicano dos EUA anunciou quinta-feira que está a estudar alterações de regras internas, para obrigar os pretendentes a ser candidato/a presidencial a não participarem em debates organizados pela Comissão de Debates Presidenciais.

Se esta nova regra for promulgada, mudará essencialmente a forma como as eleições primárias para as presidenciais nos Estados Unidos decorrem há várias décadas.

Numa carta enviada à Comissão dos Debates Presidenciais, a líder do Partido Republicano, Ronna McDaniel mostrou-se frustrada pela forma como aquele organismo respondeu à sua longa lista de reclamações, incluindo preocupações sobre a seleção de moderadores e sobre o desejo de um debate antes de se iniciar a votação antecipada.

Na missiva, Ronna McDaniel também informou a Comissão de Debates de que o seu partido iniciou um processo de alteração de regras para a escolha interna de candidatos presidenciais, obrigando-os a assinar um documento em que se comprometem a não aceitar qualquer debate, nas primárias, que seja organizado por aquela entidade.

A Comissão de Debates respondeu a esta carta, em comunicado, dizendo que apenas lida diretamente com os candidatos presidenciais e não com os partidos que patrocinam as suas candidaturas.

"Os planos da Comissão para as eleições de 2024 serão baseados na justiça, neutralidade e no firme compromisso de ajudar o público americano a conhecer os candidatos e as suas ideias", explicou o organismo que regula os debates para as eleições presidenciais nos EUA.

Com esta proposta de alteração de regras do Partido Republicano, não fica claro o que substituirá estes debates, se eles vierem a ser boicotados pelos candidatos nas eleições primárias, mas a sua porta-voz, Danielle Alvarez, diz foi iniciado um processo para encontrar potenciais parceiros para debates alternativos.

Embora o Partido Republicano tenha a capacidade de mudar regras internas entre as suas convenções quadrienais, a palavra final sobre a participação nos debates patrocinados pela comissão recairá sobre o eventual candidato do Partido Republicano em 2024.

O candidato indicado geralmente controla efetivamente a convenção do partido, o que facilmente lhe pode permitir revogar a regra elaborada pela direção, se o candidato acreditar que é de seu interesse participar dos debates.

A Comissão de Debates Presidenciais foi criada em 1987, "para garantir, em benefício do eleitorado americano, que os debates das eleições gerais entre os principais candidatos aos cargos de Presidente e vice-Presidente dos Estados Unidos sejam uma parte permanente do processo eleitoral", de acordo com o seu manifesto.

Após o ciclo presidencial de 2012, o Partido Republicano assumiu um papel mais formal no processo de debate nas eleições primárias (que escolhem os candidatos de cada partido), nomeadamente patrocinando debates em parceria com meios de comunicação social escolhidos.

A partir dessa altura, como condição de participação nas eleições primárias, os candidatos à nomeação partidária passaram a ter de concordar com a regra de não participar em debates não autorizados.

Depois de a realização de um debate pela estação televisiva NBC, em outubro de 2015, ter motivado críticas dos candidatos - por má gestão e perguntas destinadas a instigar confrontos entre as partes - o Partido Republicano anunciou que proibiria aquela estação e as suas afiliadas de realizar debates primários no futuro.

Antes dos debates presidenciais de 2020, o Partido Republicano e a candidatura de Donald Trump organizaram-se de forma a poder influenciar a seleção dos meios de comunicação que divulgavam os debates políticos nas primárias.

Mas, mesmo assim, Trump expressou o seu descontentamento por os moderadores terem sido tendenciosos.

Leia Também: Biden vai receber democratas opositores de alteração de regras no Senado

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório