Meteorologia

  • 17 MAIO 2022
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 25º

Quase um milhão de pessoas afetadas pelas inundações no Sudão do Sul

O Observatório do Mundo Islâmico (OMI) divulgou hoje, em comunicado, que cerca de um milhão de pessoas foram afetadas pelas inundações num ano "destruidor" para o Sudão do Sul.

Quase um milhão de pessoas afetadas pelas inundações no Sudão do Sul

"Estima-se que nos últimos meses, as inundações intensas que ocorreram no Sudão do Sul tenham afetado cerca de um milhão de pessoas", destaca o OMI, numa nota enviada à Lusa, que cita dados divulgados pelo Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

"Desde maio deste ano, 33 das 78 províncias do Sudão do Sul foram gravemente afetadas pelas intensas chuvas e tempestades registadas no país. As inundações, agravadas pelo conflito [interno], a pandemia de covid-19 e as tempestades de gafanhotos têm resultado num aumento substancial da fome no país", acrescenta a nota.

Segundo Diogo Alexandre Carapinha, analista do OMI, citado no comunicado, quase um milhão e meio de crianças sul-sudanesas encontram-se em estado de subnutrição.

"As inundações têm devastado tudo o que é sustento. Em várias aldeias, não há alimentos. Tem sido um ano destruidor para o Sudão do Sul", afirma.

Pelo terceiro ano consecutivo, além das cheias e tempestades, o Sudão do Sul enfrenta "os mais severos efeitos das alterações climáticas, fazendo parte da região de África onde se prevê um grande aumento da ocorrência e intensidade de chuvas fortes, à medida que o planeta aquece".

"As inundações têm devastado tudo o que é sustento. Em várias aldeias, não há alimentos. As pessoas sobrevivem com o pouco que lhes dão, mas isso não chega", lê-se na nota.

"Toda esta situação tem levado a que muitas pessoas se desloquem para fora das suas terras e, inclusive, do seu país, porque a ajuda humanitária é escassa e demora a chegar", alerta Carapinha.

O analista do OMI salienta que o mais recente relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) "evidencia que já existem 2,3 milhões de refugiados sul-sudaneses" e que "este número vai continuar a aumentar".

"As pessoas preferem arriscar no desconhecido a ficarem no seu país, perpetuando um sofrimento que não veem fim", conclui a nota.

Leia Também: OMS em alerta com doença mistério que já matou 89 pessoas no Sudão do Sul

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório