Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Presidente iemenita acusa rebeldes xiitas 'houthis' de não desejarem paz

O Presidente iemenita acusou hoje os rebeldes xiitas 'houthis' de não terem intenção de pôr fim à guerra, devido à continuação da ofensiva contra a cidade de Marib, no Iémen ocidental, apesar do plano proposto por Riade.

Presidente iemenita acusa rebeldes xiitas 'houthis' de não desejarem paz
Notícias ao Minuto

19:00 - 28/03/21 por Lusa

Mundo Iémen

"A contínua escalada das milícias 'houthis' em Marib e outras cidades confirma que não têm qualquer intenção de se desviarem para opções pacíficas e acabarem com a guerra", afirmou Abdo Rabu Mansur Hadi, que hoje se encontrou com o enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Iémen, Martin Griffiths.

Hadi conheceu hoje o diplomata britânico em Riade, onde o Presidente iemenita está exilado desde que os rebeldes xiitas pegaram em armas há seis anos e passaram a controlar a capital iemenita, Sana, além de vastas regiões em todo o país.

A região de Marib, localizada cerca de 190 quilómetros a nordeste de Sana, é o último reduto governamental no norte do Iémen e é rica em recursos petrolíferos, além de estar localizada num ponto estratégico para o controlo do território.

Marib alberga o maior número de deslocados internos no Iémen, uma vez que não foi atingida até agora pelo conflito, como outras partes do país. A capital da província tem uma população de dois milhões de habitantes.

Griffiths e o seu homólogo norte-americano no Iémen, Tim Lenderking, encontram-se em visita à região, numa tentativa de colocarem os insurgentes 'houthis', apoiados pelo Irão, à mesa das negociações para um cessar-fogo no Iémen, proposto no passado dia 22 pela Arábia Saudita.

"O povo iemenita não aceitará a reprodução da experiência iraniana no Iémen", acrescentou o Presidente do Iémen, citado por meios de comunicação oficiais sauditas e iemenitas.

Os dois enviados para a paz no Iémen iniciaram uma viagem no sábado com uma visita a Omã, um mediador central no conflito do Iémen, onde Griffiths afirmou através da sua conta na rede social Twitter que teve "conversações muito construtivas sobre os horizontes da paz no Iémen".

Riade intervém no conflito do Iémen em apoio ao Governo de Hadi e lidera uma coligação militar que tem realizado ataques contra posições 'houthis', alegadamente com o objetivo de parar a ofensiva que os rebeldes lançaram há dois meses em Marib.

Os 'houthis' também intensificaram os ataques contra o sul da Arábia Saudita com mísseis, drones e "barcos armadilhados" desde que em fevereiro passado os Estados Unidos retiraram o seu apoio à intervenção da coligação de países árabes no Iémen.

Leia Também: Iémen: Huthis atacam Arábia Saudita no 6.º aniversário da sua intervenção

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório