Meteorologia

  • 27 MAIO 2022
Tempo
32º
MIN 16º MÁX 35º

AO MINUTO: Começou debate. EMA reitera confiança da vacina da AstraZeneca

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Começou debate. EMA reitera confiança da vacina da AstraZeneca

Depois de ouvidos os especialistas na 17.ª sessão no Infarmed sobre a situação da Covid-19 em Portugal, e de consultados os nove partidos com assento parlamentar, o Presidente da República enviou para o Parlamento, ao início da noite de ontem, o projeto de decreto presidencial que prolonga por mais 15 dias o Estado de Emergência e que vai ser hoje debatido e votado no Parlamento. Pode consultá-lo neste link.

Segundo os dados mais recentes, Portugal registou mais nove mortes relacionadas com a Covid-19 e 423 novos casos de infeção, valores que se têm mantido estáveis desde o início de março. O boletim epidemiológico da DGS revela, ainda, que estão internados 695 doentes, dos quais 154 em UCI, os números mais baixos destes indicadores desde outubro.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

15h59 - Este registo de acompanhamento fica por aqui, mas pode continuar a acompanhar-nos através deste link.

15h41 - África registou mais 322 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, para um total de 110.846 desde o início da pandemia, mas reviu o número total de casos de infeção para os 4.139.706, segundo os dados oficiais. De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de infetados nos 55 Estados-membros da organização é agora inferior em 9.160 casos em face ao número avançado há 24 horas (4.148.866).

15h38 - A Suécia, que suspendeu o uso da vacina anti-covid da AstraZeneca após relatos de possíveis efeitos secundários, incluindo casos suspeitos de coágulos sanguíneos, anunciou hoje ter recomeçado a usá-la em pessoas com mais de 65 anos. Embora "não possa ser descartado que alguns casos raros de efeitos secundários graves possam estar associados à vacina, esses casos foram relatados apenas em pessoas mais jovens, não em pessoas com mais de 65 anos", explicou Agência Sueca de Saúde Pública, em comunicado hoje divulgado.    

15h35 - A alta-comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, apelou hoje a uma "ação política concertada" na disponibilização de vacinas a todos e à definição de "um enquadramento" para a cobertura global de saúde. Michelle Bachelet, que intervinha numa sessão virtual sobre liderança na saúde global, começou por assinalar que "a pandemia de covid-19 ensinou muito sobre o valor do investimento nos direitos humanos".  

15h33 - O PSD defendeu hoje que o processo de abertura de atividades não pode ser "nem apressado nem negligente", avisando que o país "não merece nem pode" ser submetido a novo confinamento por "incúria e irresponsabilidade do Governo". Na intervenção no debate sobre a renovação do estado de emergência, a deputada e vice-presidente do PSD Isaura Morais fez, tal como na quarta-feira o líder Rui Rio, um "apelo aos portugueses para que cumpram com as regras que lhes são impostas".

15h32 - O PS considerou hoje essencial o prolongamento do estado de emergência para fazer face à covid-19, alegando que a experiência indica que o combate exige planos nacionais, e a defesa sanitária das fronteiras assume importância central. Esta posição foi defendida pela deputada socialista Maria Antónia Almeida Santos na abertura do debate parlamentar sobre o projeto de decreto presidencial que renova o estado de emergência em Portugal por novo período de 15 dias, a partir de 01 de abril.  

15h08 - A ministra da Saúde fez, na abertura do debate sobre a renovação do Estado de Emergência, um balanço sobre as anteriores Emergências (de 31 de janeiro a 14 de fevereiro e de 15 de fevereiro a 1 de março), destacando a melhoria dos dados epidemiológicos. Na abertura do debate sobre o pedido de autorização de renovação do Estado de Emergência (o 14.º), Marta Temido recordou que "Portugal é hoje o segundo país com melhores números da União Europeia" no que à pandemia de Covid-19 diz respeito. Porém, "nem tudo correu bem e foi necessário o recurso ao regime sancionatório", vincou. 

14h47 - A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla inglesa) confirmou hoje que a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 é segura e não está associada a problemas de coágulos sanguíneos, mas prossegue avaliação dos casos reportados. O Comité de Avaliação dos Riscos em Farmacovigilância "confirmou que a vacina não está associada a um aumento do risco geral de coágulos sanguíneos e que os benefícios da vacina no combate à ameaça, ainda generalizada, da Covid-19 continuam a superar os riscos dos efeitos secundários", segundo uma nota de imprensa hoje divulgada.

14h43 - Já começou o debate no Parlamento para votar o 14.º Estado de Emergência. Pode acompanhar em direto abaixo:

14h41 - Cerca de 18,2 milhões de cidadãos da União Europeia (UE) foram já totalmente imunizados contra a Covid-19, o correspondente a 4,1% da população adulta comunitária, num total de perto de 62 milhões de doses de vacinas administradas. De acordo com essa mesma informação, 18,2 milhões adultos dos perto de 400 milhões de cidadãos da UE receberam já a segunda dose da vacina contra a Covid-19, levando assim a que só 4,1% da população europeia esteja completamente imunizada. A meta de Bruxelas é que, até final do verão, 70% da população adulta esteja vacinada.

14h30 - As celebrações da Páscoa, que tradicionalmente marcam o início da época alta em Fátima, não terão turistas pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia de covid-19, uma desolação para os hoteleiros da cidade-santuário. "Eu esperava reabrir o hotel na Páscoa, porque é uma data que diz tudo aos cristãos. Sinto-me desolada, desanimada", disse à agência Lusa a diretora do Hotel Alecrim, Natália Neves, considerando esta "uma época importantíssima, não pelo volume de negócios, mas pelo significado".  

14h18 - O boletim epidemiológico da DGS acaba de ser revelado e indica que nas últimas 24 horas todos os indicadores mantiveram a tendência de descida. Há, ainda assim, a lamentar nove óbitos (sete na região de Lisboa, um no Centro e outro na Madeira), e 423 novos casos. No total, com esta atualização, Portugal contabiliza mais de 819 mil infeções (819.210) e 16.814 mortes desde o início da pandemia. Destaque também para os recuperados (mais 610 nas últimas horas) que superaram hoje os 770 mil (770.448). Quanto a internamentos, há 695 (menos 17 em relação a ontem) doentes hospitalizados, dos quais 154 (menos um) em unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

14h04 - Terceira vaga agrava défice em 2.504 milhões. Os dados da execução orçamental acabam de ser revelados e indicam que o défice orçamental fixou-se em 1.153 milhões de euros até fevereiro. Trata-se de um agravamento homólogo de 2.504 milhões "explicado pelo impacto das medidas de confinamento para travar a propagação da pandemia"

13h30 - Grandes plataformas digitais como Twitter, TikTok, Google e Microsoft reforçaram, nas últimas semanas, a remoção de desinformação sobre vacinas contra Covid-19 na União Europeia (UE), criando novas ferramentas de alerta e de informação, anunciou hoje a Comissão Europeia. A afirmação tem por base o relatório mensal de março relativo ao programa de monitorização sobre os esforços destas tecnológicas contra as 'fake news' espalhadas na internet, que revela que o Twitter, por exemplo, atualizou os seus instrumentos de pesquisa sobre a Covid-19 na UE para incluir informação autorizada sobre vacinas, criando também a 'hashtag' #Vaccinated em 24 línguas para os utilizadores mostrarem o seu apoio à vacinação.

13h17 - A Polónia anunciou hoje o encerramento por duas semanas de centro comerciais, grande comércio, ginásios e infantários, a partir de sábado, após registar um novo recorde diário de infeções, com 34.151, e 520 mortes atribuídas a Covid-19. O primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, disse que a Polónia atravessa o momento mais difícil no contexto da pandemia e que os serviços de saúde estão a aproximar-se do limite das suas capacidades.

13h12 - A Agência Europeia do Medicamento (EMA) abriu hoje a porta a eventuais novos processos de aquisição conjunta, como se verifica atualmente a nível europeu em relação às vacinas contra a Covid-19, sobretudo na área dos antibióticos. "A iniciativa de aquisição conjunta de vacinas na Europa foi fundamental na luta contra a Covid-19 e apontou para muitas oportunidades de fazer isto noutras áreas. Um dos desafios ao nível da oferta é que estados-membros mais pequenos não têm o poder de compra necessário e este mecanismo pode ajudar. Penso que em novos antibióticos, especialmente, esta pode ser uma oportunidade importante para progredir", afirmou a diretora da EMA, Emer Cooke.  

13h10 - Os Açores diagnosticaram nove novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, todos na ilha de São Miguel, e oito pessoas recuperaram da doença, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional. Em comunicado, a Autoridade de Saúde Regional refere que nas últimas 24 horas foram diagnosticados nove novos casos de Covid-19, resultantes de 1.765 análises realizadas nos laboratórios de referência da região e uma em laboratório privado.

12h43 - Os líderes europeus iniciaram hoje ao início da tarde, pouco depois das 13h locais (12h de Lisboa), um Conselho Europeu 'virtual', sendo o primeiro grande debate consagrado aos problemas na campanha de vacinação contra a Covid-19 na União Europeia. Esta cimeira, que deveria decorrer presencialmente em Bruxelas, mas afinal é celebrada por videoconferência devido ao agravamento da situação epidemiológica relacionada com a pandemia da Covid-19, será também marcada pela participação, hoje à noite, a partir de Washington, do Presidente norte-americano, Joe Biden.  

12h34 - As autoridades de Saúde dinamarquesas decidiram, esta quinta-feira, continuar com a suspensão, em efeito até agora, da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. A suspensão deverá decorrer durante mais três semanas enquanto continuam a avaliar, até pelo menos 18 de abril. A decisão foi tomada tendo em conta "possíveis efeitos secundários", referiu Tanja Erichsen, da Agência Dinamarquesa do Medicamento, durante uma conferência de imprensa citada pela AP.

12h32 - O Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ) criticou hoje o Ministério da Justiça por ser "incapaz de apresentar um calendário", um "plano de ação" ou indicar a que organismo compete elaborar a lista de vacinação destes profissionais. O SFJ alertou, na semana passada, a Provedora de Justiça que estes profissionais estão a ser "discriminados no âmbito do plano de vacinação Covid-19 que se encontra a decorrer, e no qual apenas juízes e procuradores estão a ser vacinados".  

12h11 - Briefing do Conselho de Ministros cancelado. O Conselho de Ministros reúne-se hoje para debater as medidas restritivas que decorrem do Estado de Emergência. Mas as declarações que eram esperadas posteriormente para explicar as medidas ficam agora sem efeito e, para já, sem data anunciada.

12h08 - A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou hoje para o risco da terceira vaga do novo coronavírus e a ameaça das mutações para o país, mas disse acreditar que com a vacina será possível derrotar a Covid-19. Merkel não voltou a falar da revogação da decisão de decretar o confinamento quase total de cinco dias, no período da Páscoa, que reconheceu ter sido um erro e pelo qual pediu desculpas.

12h04 - Um homem armado invadiu a UBS (Unidade Básica de Saúde) Vila Império II, no estado brasileiro de São Paulo, na tarde de quarta-feira, e roubou quase cem doses da vacina contra a Covid-19. Segundo a Polícia Militar, citada pelo G1, o homem ameaçou a funcionária que estava na sala de vacinação com uma arma, mas ninguém ficou ferido. O suspeito fugiu com nove frascos fechados de Coronavac, a vacina usada no país, cada um com dez doses e outro já aberto, com produto suficiente para oito utilizações.

11h35 - Estrangeiros, emigrantes ou residentes na Madeira e nos Açores poderão, no período da Páscoa, circular entre concelhos de Portugal Continental para se deslocarem a hotéis ou estabelecimentos de alojamento local onde tenham feito reserva, no entanto esta regra não se aplica aos portugueses com residência no território nacional, diz o Expresso. A questão foi levantada pela a AHRESP e esclarecida pela Secretária de Estado do Turismo. Recorde-se que os residentes no território estão impedidos, no período da Páscoa, de circular entre concelhos.

11h26 - A administração norte-americana anunciou hoje que vai aplicar 10 mil milhões de dólares na campanha de vacinação das comunidades mais afetadas pela pandemia de SARS-CoV-2, aumentado o acesso e gerando confiança. Os fundos vão concentrar-se, sobretudo, nas comunidades afro-americanas de baixos recursos, nas áreas rurais assim como em outros setores da população considerados de "maior risco" perante a Covid-19.  

11h02 - As autoridades russas anunciaram hoje que vão impor restrições sanitárias mínimas de combate à pandemia de Covid-19 durante os jogos do Euro2020 de futebol agendados para São Petersburgo. "Olhamos para o Euro2020 com otimismo e temos já um acordo para que o estádio possa acolher 50% da sua capacidade total", disse o presidente do comité organizador russo, Alexei Sorokine, citado pela agência Ria Novosti.
  

10h58 - Mais de 4,6 milhões de israelitas, ou seja, mais de metade da população, já receberam duas doses da vacina Pfizer-BioNTech contra o coronavírus, segundo os dados do Ministério da Saúde divulgados hoje. Israel, país com 9,2 milhões de habitantes que realiza desde final de dezembro a mais intensa campanha de vacinação no mundo, saiu progressivamente do seu terceiro confinamento no início de fevereiro.  

10h53 - A Índia suspendeu todas as exportações da vacina da AstraZeneca, incluindo para a Covax, para dar resposta à necessidade interna. Perante o aumento de casos de Covid-19 no país, o executivo decidiu começar a vacinar toda a população com mais de 45 anos já a partir de dia 1 de abril. A medida terá efeitos não só para a vacinação na Europa, mas também para a Covax, a iniciativa internacional com o apoio da OMS para fazer chegar vacinas aos países mais pobres.

10h44 - A segunda fase do desconfinamento só deverá ser avaliada para a semana. Segundo avança o Público, o Conselho de Ministros vai avaliar os dados da propagação da Covid-19 na quinta-feira, dia 1 de abril, e só depois decidirá se a segunda fase do plano de desconfinamento entra ou não em vigor no dia 5 de Abril. Segundo o jornal, o Governo vai ter em conta se a média de novos casos, por cem mil pessoas, nos últimos 14 dias, se aproxima ou ultrapassa os 120 e se o Rt (rácio de transmissibilidade) se mantém inferior a 1.

Recorde-se que para dia 5 de abril está prevista a abertura de:

  • Escolas do 2.º e 3º ciclos (e ATL)
  • Esplanadas (máximo de quatro pessoas por grupo)
  • Museus, monumentos, palácios, galerias e similares
  • Lojas até 200m2 com porta para a rua
  • Equipamentos na área da deficiência e centros de dia
  • Feiras e mercados não alimentares
  • Modalidades desportivas de baixo risco.
     

10h17 - O ministro dos Negócios Estrangeiros defendeu hoje a importância do reforço dos sistemas de saúde pública e da cooperação global, alertando que "muito tem de ser feito" contra a pandemia de Covid-19. Augusto Santos Silva falava na sessão de abertura da Conferência sobre Saúde Global, organizada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e pelo Ministério da Saúde, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia.

09h56 - A pandemia do novo coronavírus exacerbou as desigualdades já existentes em todo o mundo e atingiu os mais vulneráveis de forma especialmente dura, declarou hoje a vice-secretária-geral das Nações Unidas Amina Mohammed, numa conferência em Lisboa. "A crise [provocada pela pandemia do SARS-CoV-2] exacerbou as desigualdades pré-existentes em todo o mundo e atingiu os mais vulneráveis de forma especialmente dura", afirmou Amina Mohammed, durante a Conferência sobre Saúde Global - Reforço do Papel da União Europeia (UE) na Saúde Global, que se realiza hoje no Centro Cultural de Belém e transmitida online.   

09h47 - A ministra da Saúde, Marta Temido, sublinhou hoje que a diplomacia da saúde "não é uma opção" dos Estados, mas sim uma "necessidade compartilhada", pois os desafios da saúde global "transcendem fronteiras". Na abertura de uma conferência virtual sobre o reforço do papel da União Europeia (UE) na saúde global, organizada no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da UE, Marta Temido abordou as lições que pandemia de Covid-19 trouxe, nomeadamente que "a saúde não conhece fronteiras".
  

09h42 - No âmbito de um acordo-quadro da União Europeia (UE), Portugal vai receber cerca de um milhão de testes rápidos de antigénio (TRAg). A informação é avançada pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) que, em nota partilhada no seu portal, refere que "os 100 milhões de euros disponibilizados pela Comissão Europeia para a celebração deste acordo-quadro irão permitir a compra de mais de 20 milhões de testes, que serão distribuídos pelos vários países da UE, segundo o critério estabelecido pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças". 

09h24 - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defende a "construção de uma verdadeira União Europeia da Saúde" com maior integração de políticas internas, nova legislação e mais investimento neste setor. O chefe de Estado assume esta posição numa mensagem em vídeo previamente gravada e hoje transmitida na sessão de abertura de uma conferência sobre saúde global organizada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e pelo Ministério da Saúde, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia.

09h19 - Um matemático e professor do Instituto Superior Técnico, alertou, em entrevista à SIC Notícias, para o risco do aumento do índice de transmissibilidade (Rt). Na Páscoa, acredita, os portugueses devem ter cautela, uma vez que pode ser a 'porta' para uma quarta vaga da pandemia de Covid-19. Analisando os últimos dados que retratam a evolução pandémica em Portugal, Henrique Oliveira revela que, "felizmente não há uma tendência de grande crescimento. No entanto, com a subida do Rt, estamos um bocadinho à beira do precipício. Se não seguirmos as recomendações das autoridades de saúde, estamos numa situação muito complicada"

08h58 - A Índia diagnosticou 53.476 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, o pior registo dos últimos cinco meses, informaram as autoridades, um dia depois de uma nova variante do coronavírus ter sido anunciada no país. Este é o sexto dia consecutivo em que o país contabiliza mais de 40 mil infeções diárias, confirmando a curva ascendente da pandemia, e ultrapassando pela primeira vez os 50 mil casos diários desde 23 de outubro de 2020. Na quarta-feira, as autoridades indianas informaram que foi detetada uma nova variante do coronavírus SARS-CoV-2 no país, mas recusaram que esta seja responsável pelo aumento de casos.  

08h11 - A Alemanha soma, esta quinta-feira, mais 228 mortes e notifica assim as 75.440 mortes por Covid-19, desde o início da pandemia. Segundo dados atualizados do Instituto Robert Koch, há ainda a registar mais 22.657 novos casos da doença nas últimas 24 horas, para um total de 2.713.180 infetados, desde o início da pandemia. O número de novos casos continua a aumentar num momento em que o país tem vindo a debater-se para chegar a um acordo sobre medidas para conter a terceira vaga da pandemia.

07h52 - No Japão, Tóquio e os distritos no entorno da capital japonesa vão manter as restrições ao funcionamento de restaurantes e bares, depois de o número de novos casos de Covid-19 na área metropolitana ter superado novamente os 400 diários. O governo da área metropolitana de Tóquio revelou hoje que o número de infeções diárias de Covid-19 atingiu 420, acima das 400 pela primeira vez numa semana, seguindo uma tendência ascendente desde meados de março.
  

07h48 - A Comissão de Saúde da China anunciou hoje ter detetado 11 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, todos oriundos do exterior. Os casos foram detetados em viajantes na zona metropolitana de Xangai (leste) e nas províncias de Guangdong (sudeste), Gansu (centro-norte), e Hubei (centro). O país asiático não regista um caso de infeção local desde 15 de fevereiro. Desde o início da pandemia, 90.136 pessoas ficaram infetadas na China, tendo morrido 4.636 doentes.

07h35 - De acordo com um novo estudo, publicado esta terça-feira no New England Journal of Medicine, as infeções entre profissionais de saúde totalmente vacinados contra a Covid-19 são extremamente raras. De acordo com a pesquisa, nenhum destes trabalhadores foi hospitalizado ou morreu e poucos foram infetados após as injeções.

07h32 - A farmacêutica AstraZeneca baixou, na quarta-feira, a eficácia da sua vacina contra a Covid-19 de 79% para 76%, depois de um estudo atualizado dos Estados Unidos. Os novos dados, muito semelhantes aos resultados originais, indicaram também 85% de eficácia contra casos sintomáticos de Covid-19 entre pessoas com mais de 65 anos e 100% de eficácia contra casos graves da doença ou hospitalizações.  

07h27 - O Parlamento vai hoje debater e votar nova renovação do estado de emergência, até 15 de abril, proposta pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para permitir medidas de contenção da Covid-19. Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que iria falar hoje ao país, após decretar mais uma vez o estado de emergência, e considerou muito provável que este quadro legal se prolongue até maio.  

07h15 - O Brasil pode chegar a 5.000 mortes diárias por Covid-19 no final de abril ou início de maio, quando será o pico da nova vaga da pandemia no país, segundo um estudo hoje divulgado. A previsão foi hoje difundida pela Universidade Federal Fluminense (UFF), um dia após o Brasil ter registado um trágico recorde de 3.251 mortes devido à Covid-19, o maior número num único dia desde o início da pandemia.

07h13 - Os líderes da União Europeia (UE) reúnem-se a partir de hoje numa cimeira virtual em que vão voltar a discutir os problemas com a campanha de vacinação contra a Covid-19 e que terá como convidado especial o Presidente norte-americano, Joe Biden. A principal mensagem a sair do Conselho deverá ser o reafirmar do empenho dos 27 em acelerar a produção, distribuição e administração de vacinas na UE, mais do que propriamente ameaças de barrar a exportação de vacinas para fora do espaço comunitário.

07h07 - Os Estados Unidos atingiram, na quarta-feira, mais de 30 milhões de casos de Covid-19 e 545.103 mortos desde o início da pandemia, indicou a contagem independente da Universidade de Johns Hopkins. Nas últimas 24 horas, o país registou 1.362 mortos e 85.143 novos casos de Covid-19. Com mais de 30 milhões de infeções, os EUA continuam a ser o país com mais mortes e mais contágios.  

07h02 - A proibição de circulação entre concelhos em Portugal continental no próximo fim de semana e durante a semana da Páscoa foi antecipada para as 00h00 de sexta-feira, segundo uma declaração de retificação publicada em Diário da República. De acordo com uma declaração de retificação publicada na quarta-feira em Diário da República, "é proibida a circulação para fora do concelho do domicílio no período compreendido entre as 20h00 de sexta-feira e as 05h00 de segunda-feira e, diariamente, a partir das 00h00 do dia 26 de março, sem prejuízo das exceções previstas".
  

07h00 - Bom dia, iniciamos um novo registo de acompanhamento da pandemia. Pode recordar o anterior aqui.

Leia Também: AO MINUTO: França agrava sanções na rua. Brasil supera 300 mil mortes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório