Meteorologia

  • 20 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

AO MINUTO: Internamentos continuam a baixar; Desigualdades "exacerbadas"

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo.

AO MINUTO: Internamentos continuam a baixar; Desigualdades "exacerbadas"

Na semana em que Portugal passou a ter apenas três concelhos em risco extremo de infeção - mais de 960 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias -, a circulação entre concelhos em Portugal continental volta a estar proibida em todos os municípios entre as 20h00 de hoje e as 5h00 da próxima segunda-feira (8 de março).

Também hoje, em entrevista ao jornal Público, o primeiro-ministro lembra que "nunca disse que o pior já passou" e sublinha, aliás, que "há fatores de imprevisibilidade" que podem obrigar a alterar o rumo da estratégia de combate à pandemia.

Quanto à evolução da pandemia no país, mantém a tendência de descida nos indicadores, que estão a recuar a níveis de outubro. Segundo o último balanço da DGS, Portugal contabiliza um total, desde o início da pandemia no país, de mais de 807 mil infetados e mais de 16 mil mortes.

O número de internamentos também continua a baixar, sendo que ontem, havia 1.708 hospitalizados devido à Covid-19, menos 119 em relação ao dia anterior, e menos 16 doentes em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), diminuindo o número de pessoas internadas nestas unidades para 399.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo:

15h00 - Este registo termina por aqui. Continue a acompanhar todas as atualizações desta sexta-feira sobre a pandemia aqui. E, não se esqueça: se sentir sintomas relacionados com o coronavírus ligue para a Linha SNS24 - 808 24 24 24.

14h44 - Mais de 972 mil vacinas administradas em Portugal. O Governo anunciou, esta tarde, que já foram administradas 972.183 vacinas contra a Covid-19 no país. No total, 692.960 pessoas receberam a primeira dose e 279.183 ambas as doses.

14h38 - Gibraltar vai vacinar espanhóis que trabalham no território. O enclave britânico de Gibraltar vai oferecer a possibilidade de serem vacinados aos cerca de 15.000 trabalhadores transfronteiriços, a grande maioria dos quais espanhóis, que vão trabalhar diariamente neste pequeno território no sul de Espanha.

14h32 - Lote de vacinas chega ao Uganda. Chegou, esta sexta-feira, ao Uganda o primeiro lote de vacinas contra a Covid-19, que conta com cerca de 864 mil doses, informou a Organização Mundial de Saúde (OMS). Profissionais de saúde, elementos das forças de segurança e pessoas com mais de 50 anos ou doenças de risco associadas à Covid-19 vão ser os primeiros grupos populacionais a ser vacinados no país.

A organização divulgou imagens da chegada das vacinas a Kampala:

14h24 - 25% dos casos na Polónia são da variante inglesa. A variante do novo coronavírus representa 25% dos contágios na Polónia, adiantou esta tarde o ministro da saúde polaco, Adam Niedzielski.

O governante, refere a Reuters, alertou também que o número diário de casos deverá aumentar significativamente nos próximos dias, podendo registar-se mais de 18 mil infetados em 24 horas. A Polónia reportou, esta sexta-feira, mais 15.829 infetados.

14h10 - Mulheres foram mais afetadas pela pandemia na Universidade de Coimbra. Um estudo para avaliar o impacto da pandemia no corpo de docentes e investigadores da Universidade de Coimbra (UC) conclui que as mulheres foram o grupo mais afetado, foi hoje anunciado.

14h02 - Portugal com mais 28 mortos e 949 casos. Portugal somou, nas últimas 24 horas, mais 949 novos casos e 28 mortes relacionados com a Covid-19, indica o boletim epidemiológico da DGS divulgado esta sexta-feira.

Neste momento, há ainda 1.583 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus internadas no país, menos 125 do que ontem, sendo que destes 383 encontram-se hospitalizados em Unidades de Cuidados Intensivos, menos 16 do que na véspera.

13h56 - Resolvido surto com 13 mortos em lar de Estremoz. O surto de Covid-19 no Lar Recolhimento de Nossa Senhora dos Mártires, em Estremoz (Évora), que provocou 13 vítimas mortais, todos utentes, "está resolvido", revelou hoje à agência Lusa fonte da instituição.

13h37 - República Checa pede ajuda a países europeus. A República Checa pediu ajuda para tratar doentes de Covid-19 à Alemanha, Suíça e Polónia. O apelo foi realizado esta sexta-feira pelo Ministério da Saúde checo.

"O elevado número de novos pacientes infetados aumentou a pressão no nosso sistema de saúde e o número de doentes que precisam de ser internados está a aumentar", é justificado num comunicado do Executivo, citado pelo The Guardian.

13h46 - Sines defende inclusão dos trabalhadores das autarquias na vacinação. A Câmara Municipal de Sines, no distrito de Setúbal, defende a inclusão dos trabalhadores das autarquias que "não podem exercer as suas funções em teletrabalho durante o confinamento" nos grupos prioritários do plano nacional de vacinação contra a Covid-19.

13h41 - Presidente da Câmara de Viseu testa positivo. O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, testou positivo para a Covid-19, mas "sente-se bem e encontra-se apenas com sintomas ligeiros", a trabalhar a partir de casa, informou hoje a autarquia.

13h33 - Moçambique espera vacinar 16 milhões de pessoas até 2022. Moçambique quer vacinar 16 milhões de pessoas contra a Covid-19 até 2022, meta que corresponde a toda a população elegível à inoculação no território nacional, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

13h27 - Açores com três novos casos. Os Açores registaram, nas últimas 24 horas, mais três novos casos de Covid-19, dois na ilha de São Miguel e um na ilha do Pico. De acordo com a Autoridade Regional de Saúde, no último dia, cinco pessoas recuperaram da doença no arquipélago (quatro em São Miguel e um no Pico).

13h11 - Estudantes dos politécnicos querem reabertura em regime misto. Os representantes das associações de estudantes dos politécnicos querem que a retoma das atividades presenciais seja apenas parcial, mantendo o regime de ensino misto que estava em vigor antes de as instituições encerrarem devido à pandemia da Covid-19.

13h07 - Marques Vidal alerta para perigos da simplificação de contratos públicos. A ex-procuradora-geral da República Joana Marques Vidal alertou hoje para os perigos da simplificação dos contratos públicos, nos quais serão aplicados os fundos europeus que Portugal vai receber pós-crise da Covid-19.

12h55 - Governo sabe que “consegue enganar os portugueses” com anúncios de apoios. Rui Rio recebeu, esta sexta-feira, representantes do Movimento 'A Pão e Água', na sede do PSD no Porto. Além de questionar o Governo sobre a forma como tem tratado os empresários da restauração, o líder dos sociais-democratas reiterou a exigência para a divulgação de um plano de desconfinamento.

12h43 - Pandemia exacerbou desigualdades entre homens e mulheres. A pandemia de Covid-19 "exacerbou as desigualdades existentes entre homens e mulheres em quase todas as áreas do quotidiano", regredindo "conquistas duramente alcançadas nos últimos anos", mostra um relatório publicado hoje pela Comissão Europeia.

12h32 - Autoridades sul-africanas avisam que a "batalha ainda não terminou". Um ano após o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na África do Sul, o medo deu lugar à esperança, mas as autoridades avisam que "a batalha ainda não terminou" no país mais afetado pela pandemia no continente africano.

12h21 - Provedora pede esforço para resolver atrasos nos apoios às empresas. A provedora de justiça pediu ao Governo que diligencie esforços para resolver os casos de empresas que aguardam há vários meses a atribuição do apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade, no âmbito da pandemia, foi hoje anunciado.

12h15 - Desceu percentagem do total de mortes na última quinzena. A percentagem de mortes em Portugal atribuídas à Covid-19 desceu entre 8 e 21 de fevereiro para cerca de metade da percentagem verificada na quinzena anterior, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

11h49 - Pandemia já matou mais de 2,57 milhões de pessoas no mundo. A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 2.570.291 pessoas no mundo desde o final de dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado hoje pela agência de notícias AFP a partir de fontes oficiais.

11h33 - Quénia inicia campanha de vacinação. Arrancou esta sexta-feira a campanha de vacinação contra a Covid-19 no Quénia. A par da maioria dos países, os profissionais de saúde serão os primeiros a receber a vacina contra o novo vírus. De acordo com a AFP, as vacinas da AstraZeneca chegaram ao Quénia na passada quarta-feira.

No total, o país regista, desde o início da pandemia, 107.000 casos de Covid-19 e 1.870 mortes provocadas pela doença.

Notícias ao Minuto Engenheiros biomédicos embalam vacinas para serem transportadas para o Quénia. © Reuters
11h24 - Companhias aéreas europeias e dos EUA com prejuízos de 46,8 mil milhões. As maiores companhias aéreas europeias e norte-americanas apresentaram prejuízos de 46.787 milhões de euros em 2020, o pior ano da história da aviação, devido às drásticas restrições de viagens causadas pela luta contra a pandemia, foi hoje divulgado.

11h17 - Dinamarca estende uso de vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos. As autoridades de saúde dinamarquesas, seguindo os passos de vários países da União Europeia, estenderam hoje aos maiores de 65 anos a recomendação de utilização da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Oxford, com base num estudo escocês.

10h54 -'Clean Feed' cumpre 20 anos atenta ao jazz em tempo de pandemia. A editora portuguesa Clean Feed está a cumprir vinte anos, de pesquisa sobre novos caminhos do jazz e da música improvisada, e prepara vários lançamentos que espelham uma nova realidade, a da criação artística em confinamento.

10h38 - Todos os concelhos vão ter um centro de vacinação? Para que não haja dúvidas, a Direção-Geral da Saúde (DGS) lembrou esta manhã que é verdadeira a informação de que todos os concelhos "vão ter um centro de vacinação contra a Covid-19, a partir de março". Retire todas as questões sobre o processo aqui.

10h31 - África com mais 329 mortos e 10.711 infetados. África registou nas últimas 24 horas mais 329 mortes por Covid-19, para um total de 105.001 desde o início da pandemia, e 12.273 novos casos de infeção, segundo os dados mais recentes oficiais da pandemia no continente.

10h18 - PIB de Macau cai mais de metade em 2020. O Produto Interno Bruto (PIB) de Macau em 2020 registou uma contração anual de 56,3%, segundo dados hoje divulgados pela Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC).

9h49 - Chipre permite entrada de turistas britânicos vacinados a partir de maio. O Chipre vai permitir que turistas britânicos, que comprovem que levaram ambas as doses da vacina contra a Covid-19, entrem no país, sem qualquer restrição, para passar férias a partir de 1 de maio. A informação foi anunciada pelo ministro cipriota do Truismo, Savvas Perdios.

9h33 - Estudo identifica sequelas da Covid-19 na boca. Uma equipa de investigadores da Universidade Vita-Salute San Raffaele, em Milão, em Itália, acompanhou 122 doentes que sofriam de Covid-19 e apurou que grande parte deles teve sequelas na boca, possivelmente devido à patologia ou a fatores relacionados ao internamento e tratamento, como a toma de fármacos específicos, reporta um artigo publicado na revista Galileu.

9h14 - África quer evitar a todo custo tornar-se "continente da Covid". Mais de um ano depois do primeiro caso de Covid-19, a pandemia está mais mortal em África e o ritmo da chegada das vacinas faz aumentar receios de que o vírus se torne endémico no continente.

9h06 - Oficial: Fórmula 1 de regresso a Portugal. O autódromo de Portimão volta a receber a maior prova de motores. A prova realiza-se em solo lusitano entre 30 de abril e 2 de maio.

8h50 - Moldávia, o primeiro país europeu a receber vacinas da iniciativa Covax. A Moldávia é o primeiro país europeu a receber a receber vacinas contra a Covid-19 através da iniciativa Covax. A informação foi adiantada hoje pela Presidente Maia Sandu.

8h39 - "Ninguém hoje sabe se daqui a três semanas não vamos ter a variante x". O primeiro-ministro, António Costa, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que nunca disse que o pior da crise pandémica já passou, apesar de a situação epidemiológico estar agora a conhecer uma fase de melhoria.

"Tal como ninguém em outubro sabia que íamos ter a variante inglesa, ninguém hoje sabe se não vamos ter daqui a três semanas a variante x que pode alterar profundamente este panorama", alertou o chefe do Governo.

8h26 - Mulheres estão a ser "mais afetadas" pela pandemia. Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência, referiu, esta manhã, que o impacto da pandemia é desigual nos homens e nas mulheres, sendo que estas saem mais prejudicadas. Hoje será feito um balanço do primeiro ano da Estratégia Europeia para a Igualdade de Género 2020-2025, iniciativa na qual a governante vai participar.

"É preciso definir uma estratégia para corrigir este tipo de desigualdades. Sabemos que uma crise não dura apenas o tempo que dura, a crise fica na vida das pessoas", adiantou, em declarações à RTP.

8h17 - Cientistas usam 35 mil amostras para avaliar infecciosidade de variantes. Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) vão, através de mais de 35 mil amostras nasofaríngeas, avaliar as coinfeções com o SARS-CoV-2 e perceber se a infecciosidade das variantes se alterou ao longo do último ano.

8h04 - China soma nove casos nas últimas 24 horas. A Comissão de Saúde da China anunciou hoje que foram diagnosticados nove casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, todos oriundos do exterior.

7h56 - Índia com 113 mortos e 16.838 novos casos. A Índia registou 113 mortes por Covid-19 e 16.838 casos nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde indiano. O país reduziu a progressão da doença nos últimos meses, depois de atingir o valor mais alto de infeções em meados de setembro de 2020, com 97.894 contágios num só dia.

7h43 - Detetados nados-mortos na Irlanda por infeções na placenta. As autoridades sanitárias da Irlanda estão a investigar quatro acontecimentos de nados-mortos que podem estar associados a um surto de SARS-CoV-2, anunciou esta quinta-feira o diretor-geral do Departamento da Saúde, Ronan Glynn.

7h37 - Apoio à família e apoio extraordinário de fevereiro já podem ser pedidos. O Apoio Excecional à Família e o Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores (AERT), ambos com referência a fevereiro, podem ser pedidos a partir desta sexta-feira, anunciou a Segurança Social.

"As entidades empregadoras e os trabalhadores independentes devem pedir na Segurança Social Direta o apoio excecional à família no âmbito da suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais, com referência ao mês de fevereiro, a partir do dia 5 e até 15 de março", refere a Segurança Social, numa nota publicada no seu site.

7h30 - Alemanha regista mais 264 mortos e 10.580 casos. Alemanha contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 264 óbitos e 10.580 infetados de Covid-19, informou, esta sexta-feira, o Instituto Robert Koch. Em comparação com os números da véspera, verifica-se uma quebra significativa, sendo que ontem foram reportados 359 óbitos e 11.912 casos confirmados do novo vírus no país.

7h28 - Governo japonês anuncia intenção de prorrogar Estado de Emergência. O Governo japonês anunciou hoje a intenção de prorrogar o Estado de Emergência em Tóquio por mais duas semanas, devido à sobrecarga hospitalar provocada pela pandemia de Covid-19, informou um membro do executivo.

7h22 - Covid-19 matou 17 mil profissionais de saúde em em 2020. Pelo menos 17 mil profissionais de saúde morreram de Covid-19 em 2020 em todo o mundo, avançou hoje a Amnistia Internacional (AI), apelando a uma "ação urgente" para acelerar a vacinação destes trabalhadores "altamente expostos" e várias vezes "desprotegidos".

7h16 - México com mais 822 mortes e 7.521 novos casos. O México registou 822 mortes provocadas por Covid-19 e 7.521 infeções nas últimas 24 horas, informaram as autoridades mexicanas. Desde o início da pandemia, o país contabilizou 188.866 óbitos e 2.112.508 casos confirmados de Covid-19.

7h11 - Pandemia e alterações climáticas adensaram fome na América Central. A fome afeta diretamente oito milhões de pessoas no Corredor Seco da América Central que sofrem de carência alimentar adensada pela pandemia e pelas alterações climáticas, alertou uma investigação divulgada na quinta-feira.

7h04 - Autoridades timorenses anunciam novos casos em Baucau e Suai. As autoridades timorenses anunciaram hoje terem detetado seis novos casos positivos de Covid-19, um na segunda cidade timorense, Baucau, e cinco no município de Covalima, onde se registaram dois focos de transmissão local.

7h02 - Pandemia ajudou a "catapultar" para o digital. A pandemia da Covid-19 veio "catapultar" cidadãos e entidades públicas para o digital, permitindo acelerar a transição digital da sociedade e da economia, defende uma especialista em administração pública.

7h00 - EUA com 1.016 mortos e 39.222 casos. Os Estados Unidos registaram 1.016 mortes provocadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas, além de 39.222 novos casos, segundo a contagem independente da Universidade norte-americana Johns Hopkins. Há cinco meses que o país não tinha um número de infeções diárias inferior a 40 mil, segundo os dados da universidade norte-americana.

Leia Também: AO MINUTO: Rock in Rio novamente adiado; Novo máximo de casos no Brasil

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório