Meteorologia

  • 20 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

AO MINUTO: Rock in Rio novamente adiado; Novo máximo de casos no Brasil

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Rock in Rio novamente adiado; Novo máximo de casos no Brasil

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou o boletim epidemiológico desta quinta-feira que deu conta de 830 novos casos de Covid-19 e 28 mortos, o número mais baixo desde 28 de outubro. No total, Portugal soma 807.456 contágios e 16.458 óbitos. O número de recuperados ascenda a 727 mil. Os casos ativos desceram para menos de 64 mil.

Os internamentos continuam a diminuir para números cada vez mais positivos. Há cerca de 1.700 doentes internados em enfermaria, o número mais baixo desde 26 de outubro. Nas unidades de cuidados intensivos estão menos de 400 pacientes - o dado mais baixo desde 13 de novembro.

Esta quinta-feira, o comissário europeu do Mercado Interno, Thierry Breton disse acreditar que "até ao final do verão seremos capazes de vacinar todos os europeus". "Tenho grande confiança na capacidade da Europa de fornecer vacinas mais rapidamente", acrescentou.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

00h04 - Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de sexta-feira. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: [email protected]

23h56 - As mulheres africanas registam menos infeções e mortes por Covid-19 do que os homens, revelou uma análise preliminar da Organização Mundial de Saúde (OMS) realizada em 28 países africanos.

O estudo, baseado em dados epidemiológicos específicos de género fornecidos pelos países, mostra que as mulheres representem globalmente cerca de 41% dos casos de Covid-19, mas as percentagens variam entre os 31% no Níger e mais de 57% na África do Sul.

23h27 - Os primeiros-ministros de Israel, Áustria e Dinamarca anunciaram hoje uma aliança para o desenvolvimento e produção de novas gerações de vacinas contra a Covid-19, numa conferência de imprensa em Jerusalém.

"Não sabemos quanto tempo a vacina continuará a ser eficaz. Serão seis meses, um ano, dois anos, menos ou mais, não sabemos e é por isso que precisamos de proteger as nossas populações contra o ressurgimento da pandemia ou de mutações", declarou o chefe do governo israelita, Benjamin Netanyahu, ao lado dos seus homólogos, o austríaco Sebastian Kurz e a dinamarquesa Mette Frederiksen.

Os três países vão lançar assim "um fundo de investigação e desenvolvimento" e "iniciar esforços conjuntos para a produção de futuras vacinas", adiantou Netanyahu, sem precisar o montante do fundo ou a capacidade de produção desejada.

23h03 - O coordenador da Comissão Técnica de Vacinação contra a Covid-19 (CTVC) anunciou hoje que está a ser analisada a inclusão de pessoas com doenças que não tinham sido consideradas prioritárias no plano para receberem a vacina.

"Para a fase 2, estão já a ser definidas várias linhas de ação. Estão a ser criadas estratificações adicionais nas doenças já definidas [no plano] e estão a ser definidas as doenças que, sendo de menor prevalência, estão associadas a risco significativo de internamento e mortalidade", afirmou Válter Fonseca durante uma audição na Comissão eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da Covid-19 e do processo de recuperação económica e social.

22h32 - O Rock in Rio Lisboa foi adiado para 2022. O adiamento deve-se à pandemia da Covid-19, mas as novas datas já foram anunciadas: 18, 19, 25 e 26 de junho do próximo ano. Os bilhetes já adquiridos mantêm-se "automaticamente válidos para a próxima edição".

22h26 - O Brasil está a atravessar um período mais difícil com a pandemia a agravar-se diariamente. Pelo segundo dia consecutivo o país registou um novo máximo de contágios: 75.102 (ontem foram divulgadas 71.704 infeções). O Ministério da Saúde brasileiro reportou ainda 1.699 óbitos, abaixo do máximo de 1.910 mortes notificadas esta quarta-feira.

No entanto, este é o terceiro dia seguido com mais de 1.600 vítimas mortais.

O Brasil acumula 10.793.732 casos de contágio e 260.970 óbitos.

21h57 - As mulheres nos Estados Unidos "foram dizimadas pela pandemia", considerou hoje a presidente de uma organização de defesa da igualdade de género, pedindo reformas políticas e culturais e melhoria dos sistemas de cuidados a crianças e idosos.

20h24 - A Madeira reportou hoje 50 novos casos de Covid-19 de transmissão local, 194 doentes recuperados e um total de 893 situações ativas, informou a Direção Regional de Saúde (DRS) do arquipélago.

19h36 - A pandemia está a provocar um aumento sem precedentes da pobreza na América Latina, a região do mundo mais afetada pela crise sanitária, com 22 milhões de novos pobres em 2020, revelou hoje um organismo da ONU.

19h09 - O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, voltou hoje a criticar as restrições à atividade económica impostas naquele que é o pior momento da pandemia de Covid-19 no país, instou a "trabalhar" e questionou: "Vão chorar até quando?".

Num discurso inflamado, no estado de Goiás, Bolsonaro reclamou contra as medidas adotadas por governadores e prefeitos para tentar conter o avanço da Covid-19, que entrou numa fase de descontrolo, com recordes consecutivos de mortes diárias nos últimos dias, e com um total de vidas perdidas no Brasil a aproximar-se de 260 mil.

"Vocês [produtores rurais] não ficaram em casa, não se acovardaram. Nós temos de enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura, de 'mimimi'. Vão ficar chorando até quando? Temos de enfrentar os problemas. Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doenças, comorbilidades. Mas onde vai parar o Brasil se só pararmos?", questionou o presidente.

19h07 - O governo italiano anunciou hoje que bloqueou, em conformidade com a Comissão Europeia, o envio de 250.000 doses da vacina AstraZeneca para a Austrália após considerar "a escassez de vacinas na UE e Itália" e atrasos nos fornecimentos.

A Itália converte-se assim no primeiro país da UE a adotar uma decisão deste género, desde que Bruxelas aprovou o mecanismo sobre o controlo das exportações dos fármacos produzidos em território comunitário.

19h03 - A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou hoje novas restrições à atividade de restaurantes, bares e praias e um toque de recolher na esperança de conter a pandemia de Covid-19, que está a aumentar o número de vítimas no Brasil.

O decreto do Rio de Janeiro entra em vigor na sexta-feira.

A cidade de 6,7 milhões de habitantes é uma das últimas a tomar medidas no país, que nos últimos dois dias bateu o seu recorde de mortes em 24 horas. Na quarta-feira, 1.910 óbitos foram confirmados pelo governo brasileiro.

19h00 - O executivo francês continua a evitar um confinamento total para travar a Covid-19, mas alargou o confinamento ao fim de semana à região de Pas-de-Calais e impôs novas medidas, como o encerramento de grandes zonas comerciais e interdição de manifestações.

"Repito, nós devemos fazer tudo para evitar e reservar esta opção final [confinamento total] para uma situação mais degradada", disse hoje o primeiro-ministro, Jean Castex, em conferência de imprensa.

18h57 - Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e um recolher obrigatório entre as 22h00 e as 6h00.

18h55 - O centro de despistagem de Covid-19 nos Países Baixos que foi danificado por um engenho explosivo reabriu hoje, enquanto a polícia continua a procurar os responsáveis pelo ataque.

18h48 - As autoridades de saúde francesas indicaram esta quinta-feira que 25.279 pessoas testaram positivo para o coronavírus nas últimas 24 horas. Nesse período de tempo foram notificadas mais 293 mortes. França acumula 3.835.595 casos positivos e 87.835 óbitos. O número de recuperados subiu para 262 mil.

18h18 - O Ministério da Saúde espanhol referiu esta quinta-feira que foram detetados 6.037 novos casos de Covid-19 e morreram mais 254 pessoas em 24 horas. Em termos globais, Espanha perfaz 3.142.358 casos confirmados e 70.501 vítimas mortais.

17h24 - A vacinação contra a Covid-19 em Portugal deve abranger "mais pessoas no mais curto espaço de tempo" para evitar uma subida das hospitalizações, se tiver de enfrentar uma nova vaga de contágios, defendeu hoje o epidemiologista Manuel Carmo Gomes.

Tendo em conta as dificuldades de distribuição de vacinas, o também membro da equipa técnica de vacinação propõe que seja alargado "para as seis semanas" o período entre a primeira e a segunda toma da vacina.

16h57 - A proteção civil italiana revelou esta quinta-feira que foram identificados 22.865 novos casos de contágios por coronavírus e morreram mais 339 pessoas no último dia. O país vai ultrapassar a marca dos três milhões de infeções amanhã.

Itália soma nesta altura 2.999.119 casos positivos e 98.974 óbitos. O número acumulado de recuperados é agora de 2.453.706.

16h33 - Portugal pode enfrentar uma nova vaga de contágios pelo novo coronavírus quando entrar na fase de desconfinamento, alertou hoje o epidemiologista Manuel Carmo Gomes, considerando preocupante a maior transmissibilidade das novas variantes do SARS-CoV-2.

"Portugal não está livre de uma quarta vaga", afirmou à agência Lusa o cientista, segundo o qual, apesar de as novas infeções estarem todos os dias a diminuir no país, o ritmo é agora "mais lento" e o próprio Rt [índice de transmissibilidade], que está abaixo de 1, "tem estado a subir devagar, o que significa que estamos a reativar o número de contágios".

Manuel Carmo Gomes advertiu que, nesta fase, a preocupação é de que os contágios "possam aumentar mais depressa" devido à presença das três novas variantes, tendo em conta que "as mutações fazem com que o vírus se transmita mais".

16h25 - O Departamento de Saúde e de Assistência Social britânico anunciou esta quinta-feira que foram diagnosticados 6.573 novas infeções por coronavírus e morreram mais 242 pessoas devido à Covid-19 nas últimas 24 horas.

Os diversos indicadores do boletim epidemiológico estão a descer nesta altura.

Em termos acumulados, o Reino Unido contabiliza 4.201.358 casos de infeção e 124.025 óbitos.

15h46 - A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) considerou hoje que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) "menospreza a importância" do turismo para a economia, defendendo a inclusão de uma agenda de investigação para a sustentabilidade do setor.

15h44 - A Guiné-Bissau registou mais um morto e 19 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo dados hoje divulgados pelo Alto Comissariado para a Covid-19.

Leia Também: AO MINUTO: Óbitos 'recuam' até outubro. Europeus vacinados após o verão?

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório