Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Espanha investiga se líderes militares foram vacinados antes da sua vez

Chefe do Estado-Maior de Defesa espanhol terá recebido a vacina antes do tempo regulamentado.

Espanha investiga se líderes militares foram vacinados antes da sua vez

O ministério da Defesa espanhol lançou um inquérito interno para apurar se líderes militares contornaram os protocolos de vacinação contra a Covid-19 recebendo imunização antes do tempo, depois de uma reportagem do El Confidencial Digital.

A página online de notícias noticiou que o chefe do Estado-Maior de Defesa Miguel Ángel Villarroya e várias outras altas patentes das Forças Armadas espanholas receberam imunização recentemente.

Em Espanha, recorde-se, os oficiais do governo e da administração pública não receberam acesso privilegiado à vacina, conforme aconteceu noutros países europeus, como forma de proteger o funcionamento das instituições públicas e transmitir uma mensagem de confiança ao público.

Margarita Robles, ministra da Defesa, indicou esta sexta-feira que as Forças Armadas tinham o seu próprio plano de vacinação, mas ainda assim pediu um relatório ao general Villarroya, que tem 63 anos de idade, para clarificar o assunto.

Esta investigação, conforme indica a AP, segue-se a relatos de vários políticos ou pessoas bem relacionadas que conseguiram ser vacinadas antes do tempo previsto, gerando uma onda de críticas.

Um dos casos mais polémicos gerou a demissão do diretor regional de Saúde de Múrcia, esta semana, depois de se descobrir que o próprio e membros do seu departamento receberam a vacina antes do tempo regulamentado.

Leia Também: AO MINUTO: Casos ativos duplicam em 21 dias; Espanha investiga vacinação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório