Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
19º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

Testemunha implica exército do México no sequestro de 43 estudantes

O exército mexicano foi acusado de estar implicado no desaparecimento de 43 estudantes universitários em setembro de 2014, revela o depoimento de um arrependido publicado na segunda-feira no jornal mexicano Reforma.

Testemunha implica exército do México no sequestro de 43 estudantes
Notícias ao Minuto

10:19 - 21/01/21 por Lusa

Mundo México

A reportagem feita pelo jornal dá a conhecer um novo depoimento de uma testemunha ("arrependida"), um membro de um gangue identificado apenas por "Juan", que alega num depoimento judicial que "os soldados detiveram e interrogaram alguns dos estudantes antes de entregá-los a uma gangue de traficantes".

Os corpos dos alunos foram "queimados num crematório local ou dissolvidos em soluções ácidas ou cáusticas e despejados em ralos", disse ainda a testemunha.

Além disso, referiu que outros corpos foram "presumivelmente esquartejados e espalhados próximo da cidade de Taxco".

A revelação deste assassinato pode causar ainda mais problemas ao exército mexicano, já que recentemente foi alvo de críticas pelo facto de um ex-ministro da Defesa, cujo nome não é citado pela Associated Press, estar a receber pagamentos de "um gangue de narcotraficantes".

O testemunho do arrependido pode também dar a indicação de que a maioria dos restos mortais dos estudantes poderá nunca vir a ser encontrada.

O Ministério do Interior confirmou que o depoimento fazia parte do arquivo relacionado com o caso do desaparecimento e da mortes dos estudantes e disse que iria processar judicialmente quem deu a informação ao jornal.

O arrependido revelou que um capitão do exército, que agora enfrenta neste processo judicial a acusação de crime organizado, prendeu alguns dos estudantes numa base militar e interrogou-os antes de os entregar ao gangue de traficantes Guerreros Unidos.

A testemunha ("Juan")' disse ainda aos investigadores que partes dos ossos que foram encontrados em redor de um depósito de lixo, perto de Iguala, foram lá deixados pelo gangue de narcotraficantes para desviar as investigações.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório