Meteorologia

  • 01 MARçO 2021
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Turquia pede à UE que "aprenda com os seus erros" para melhorar relações

O Governo turco pediu hoje à União Europeia (UE) que "aprenda com os seus erros", perante a atitude hostil aos interesses de Ancara no Mediterrâneo oriental, afirmando ainda que melhorar as relações com a Turquia seria benéfico para Bruxelas.

Turquia pede à UE que "aprenda com os seus erros" para melhorar relações
Notícias ao Minuto

11:33 - 24/11/20 por Lusa

Mundo Benfica defronta Chelsea nos 16 avos de final da 'Champions' feminina

"Não se trata apenas do problema entre Grécia e Chipre. Vários membros transferem os problemas bilaterais que têm connosco para a União Europeia e disfarçam-nos como uma suposta solidariedade entre os membros", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Mevlut Cavusoglu, numa intervenção no Parlamento.

"Continuamente abusam de nós. A União Europeia tem de abandonar este erro. Se tiver êxito, toda a Europa beneficiará com a nossa cooperação; caso contrário, toda a Europa será prejudicada", acrescentou o ministro.

"Esperamos que a UE aprenda com os seus erros e veja o valor que terá a adesão da Turquia à União. Estamos convencidos de que, neste caso, seremos capazes de estabelecer relações mais positivas e sublinhamos o nosso desejo de um diálogo construtivo com a UE", Cavusoglu disse.

Já no domingo, o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, deu a entender a sua vontade de melhorar as relações com a UE, após meses de confronto sobre a busca turca de gás natural em áreas do Mediterrâneo Oriental sobre as quais Grécia e Chipre reivindicam direitos económicos.

"O Império Otomano teve uma história de 600 anos na Europa. Também hoje nos vemos como uma parte inseparável da Europa. Começando com a NATO, sempre fomos o membro mais forte das alianças ocidentais", disse Erdogan.

As declarações de Cavusoglu ocorrem apenas um dia depois de seu Ministério convocar representantes diplomáticos da Itália, Alemanha e da UE para protestar contra a intercetação de um cargueiro turco a caminho da Líbia, no âmbito da operação europeia Irini - que monitoriza o embargo de armas imposto aos líbios.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório