Meteorologia

  • 19 FEVEREIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Trump foi a Davos elogiar "o boom económico" nunca antes visto nos EUA

O Presidente norte-americano, Donald Trump, foi ao Fórum Económico Mundial, em Davos, com a estratégia de vender o sucesso económico dos EUA e lançou fortes críticas aos "eternos profetas do apocalipse" climático.

Trump foi a Davos elogiar "o boom económico" nunca antes visto nos EUA
Notícias ao Minuto

13:11 - 21/01/20 por Lusa

Mundo Fórum Davos

"Tenho orgulho em declarar que os Estados Unidos estão em pleno 'boom' económico, como o mundo nunca viu antes", disse Trump, à sua chegada ao Fórum Económico Mundial, o encontro anual que decorre em Davos, na Suíça, reunindo a elite empresarial e política global.

Depois de, em edições anteriores, o Presidente norte-americano ter sido recebido com muitos olhares de suspeição dos que duvidavam das suas promessas de prosperidade económica, perante uma estratégia protecionista, em 2020 Trump apresentou-se em Davos como o protagonista de "grandes acordos comerciais" e "vertiginosas subidas das bolsas de valores".

Donald Trump também fez críticas aos defensores da luta contra a emergência climática, acusando-os de serem os "eternos profetas da destruição, com as suas previsões de apocalipse", numa intervenção feita minutos depois de a jovem ativista sueca Greta Thunberg se ter dirigido ao Fórum para lamentar que nada tenha sido feito para impedir as mudanças ambientais.

No mesmo dia em que se inicia o julgamento político de Trump, no Senado norte-americano, onde é acusado de abuso de poder e de obstrução ao Congresso, num processo de destituição, correram rumores de que o Presidente pudesse estar ausente de Davos.

Mas Trump deslocou-se à Suíça e aproveitou o Fórum mundial para elogiar a prestação da economia dos EUA sob a sua liderança, dizendo que a sua recuperação "foi nada menos do que espetacular".

"Os Estados Unidos estão a prosperar. Os Estados Unidos estão a ganhar novamente, como nunca antes aconteceu", disse Trump, para, de seguida, enaltecer o acordo comercial que assinou com a China e o tratado que tem pendente com o México e com o Canadá.

O Presidente dos EUA falou ainda dos baixos níveis de desemprego no seu país e dos elevados ganhos nas bolsas, que afirmou estarem em níveis recorde, aproveitando para convidar os empresários a investirem no mercado norte-americano.

O discurso de Trump em Davos foi ouvido em silêncio, por uma plateia que em anos anteriores tinha troçado das palavras do Presidente norte-americano.

Mas alguns economistas, como é o caso de Joseph Stiglitz, vencedor do prémio Nobel de Economia, não se rendem ao diagnóstico do Presidente dos EUA.

"A caracterização da economia está totalmente errada", afirmou Stiglitz, um académico e colunista crítico de Trump.

Stiglitz exprimiu também a sua frustração pelo fracasso de Trump em abordar a questão da emergência climática, que é um dos pontos centrais do Fórum de Davos.

"Ele conseguiu dizer absolutamente zero sobre as mudanças climáticas! Enquanto nós ficamos a assar", lamentou o economista.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório