Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2021
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 19º

Edição

Ex-primeiro-ministro turco funda novo partido num desafio a Erdogan

O ex-primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu, um antigo aliado de Recep Tayyip Erdogan, formalizou hoje a constituição de um novo partido político que vai dirigir e rivalizar contra a formação do chefe de Estado.

Ex-primeiro-ministro turco funda novo partido num desafio a Erdogan
Notícias ao Minuto

15:12 - 12/12/19 por Lusa

Mundo Erdogan

Uma delegação de apoiantes próximos de Davutoglu deslocou-se ao início da tarde ao ministério do Interior para solicitar o registo da nova formação que deverá designar-se Partido do Futuro.

Davutoglu, 60 anos, primeiro-ministro de Erdogan de 2014 a 2016 após ter assumido as funções de chefe da diplomacia, apresentará o seu novo partido na sexta-feira, em Ancara.

Esta antigo professor universitário foi o mentor de uma política externa turca mais incisiva na região do Médio Oriente, e um dos mais próximos aliados de Erdogan desde a sua subida ao poder, em 2003, então no cargo de primeiro-ministro.

No entanto, Erdogan, eleito chefe de Estado em 2014 no decurso de presidenciais diretas, afastou compulsivamente o seu antigo aliado em 2016 e quando transpareceram as suas divergências em diversos 'dossiers', em particular a revisão constitucional destinada a reforçar os poderes do Presidente.

Após longo período de silêncio, Davutoglu optou por criticar publicamente Erdogan, e em setembro passado abandonou o Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, islamita-conservador).

O ex-primeiro-ministro não foi o único a romper com o dirigente da Turquia. Ali Babacan, um antigo vice-primeiro-ministro e ministro da Economia indicou que vai lançar o seu próprio partido nas próximas semanas.

Os opositores de Erdogan esperam que o surgimento destas formações dissidentes contribua para o enfraquecimento do AKP, que registou derrotas eleitorais sem precedentes nas eleições municipais de março, e um contexto de crise económica e aumento do desemprego.

O AKP, fundado em 2001, foi na ocasião derrotado em Ancara e Istambul, as duas primeiras cidades do país que o partido de Erdogan começou por controlar e que mantinha há 25 anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório