Meteorologia

  • 25 MAIO 2019
Tempo
27º
MIN 24º MÁX 29º

Edição

Drama no Sri Lanka. Mãe e filho morreram, pai procura filha desaparecida

Alex tinha 11 anos e a mãe 42. A família de nacionalidade britânica perdeu dois elementos na sequência dos ataques perpetrados no Sri Lanka. Pai tem esperança de que a filha mais nova ainda esteja viva.

Drama no Sri Lanka. Mãe e filho morreram, pai procura filha desaparecida
Notícias ao Minuto

23:22 - 21/04/19 por Filipa Matias Pereira 

Mundo Ataque

Uma criança britância, Alex Nicholson, de 11 anos, e a mãe, Anita, de 42 anos, perderam a vida este domingo na sequência dos ataques bombistas no Sri Lanka que vitimaram mais de 200 pessoas. A filha mais nova ainda está desaparecida.

Quanto ao pai desta família, Ben Nicholson, sobreviveu e procura "desesperadamente pela filha no rescaldo da explosão", explicou uma advogada do Sri Lanka ao Mirror Online. Já o Telegraph detalha que Ben não terá sofrido ferimentos graves e já foi visto pelo gabinete médico judicial da capital srilanquesa.

A família estava a tomar o pequeno-almoço num hotel de cinco estrelas quando um suicida entrou e detonou o dispositivo.

As fotos da família foram partilhadas nas redes sociais naquela que é a tentativa do pai de encontrar a filha mais nova ainda viva. Inicialmente Ben procurava também o filho, mas o corpo de Alex viria mais tarde a ser localizado.

A advogada, Shakya Wickramanayake, contextualizou ao Mirror Online que o seu pai conheceu Ben Nicholson após as explosões e tentou ajudá-lo.

Depois da explosão, e em estado de choque, Ben ficou perdido, mas foi ajudado por Mahen Kariyawasam, Cônsul Honorário da República Eslovaca, que o ajudou a divulgar as fotos para tentar encontrar a família.

Recorde-se que a capital do Sri Lanka, Colombo, foi este domingo alvo de pelo menos cinco explosões: em quatro hotéis de luxo e uma igreja. Duas outras igrejas foram também alvo de explosões, uma em Negombo, a norte da capital e onde há uma forte presença católica, e outra no leste do país. A oitava e última explosão teve lugar num complexo de vivendas na zona de Dermatagoda.

As primeiras seis explosões ocorreram "quase em simultâneo", pelas 8h45 (3h15 em Portugal), de acordo com fontes policiais citadas por agências internacionais. As oito explosões na ilha provocaram, pelo menos, 290 mortos, entre os quais um português, e fez 500 feridos.

O cidadão português, Rui Lucas, estava com a mulher de lua de mel no Sri Lanka. Em declarações ao Notícias ao Minuto, o empregador de Rui, Augusto Teixeira, lamentou "uma grande perda"

 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório