Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

Homem de 24 anos morre devido a explosão de cigarro eletrónico

William Brown foi ferido à porta da loja onde comprou o aparelho, tendo morrido dois dias depois no hospital.

Homem de 24 anos morre devido a explosão de cigarro eletrónico

Um norte-americano de 24 anos morreu no passado dia 29 de janeiro, depois do cigarro eletrónico que fumava ter explodido, ferindo uma artéria do pescoço, avança o Daily Mail.

William Brown, natural de Fort Worth, no estado do Texas, estava a utilizar o dispositivo eletrónico pela primeira vez, dentro do carro, à porta da loja onde o adquiriu, no passado dia 27 de janeiro.

Na explosão, os destroços do aparelho feriram-lhe a artéria carótida do lado esquerdo do pescoço, interrompendo a circulação de sangue.

O jovem ainda conseguiu sair do veículo para pedir ajuda na loja mas desmaiou no passeio. Ainda foi transportado com vida para o hospital, onde acabaria por morrer dois dias depois.

O médico legista, diz a estação local KCRG, determinou que a causa de morte foi uma "ferida penetrante resultante de explosão de vaporizador". 

A polícia indicou à família que terá sido a bateria do aparelho a causar a explosão. A loja em questão nega que o vaporizador tenha sido lá comprado.

Os familiares do jovem alegam que este não era um fumador regular e que comprou aquele dispositivo específico porque lhe disseram que poderia ajudar a acalmar a asma.

Este já não é o primeiro incidente do género nos Estados Unidos. Em maio do ano passado, Tallmadge D'Elia, de 38 anos de idade, morreu na sequência da explosão de um vaporizador, tendo dois fragmentos entrado no seu crânio. A mulher natural de St. Petersburg ficou ainda com queimaduras em 80% do corpo, numa morte que as autoridades catalogaram como acidental.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório