Meteorologia

  • 23 JUNHO 2018
Tempo
27º
MIN 27º MÁX 28º

Edição

Não há como não dar valor às peças de Filipe Faísca (e dos artesãos)

Como já se esperava, mas sem deixar de surpreender, Filipe Faísca juntou o artesanato à sua moda. Desta fez, com o uso dos bordados da Madeira.

Não há como não dar valor às peças de Filipe Faísca (e dos artesãos)
Notícias ao Minuto

19:54 - 11/03/18 por Mariana Botelho

Lifestyle ModaLisboa

Já tinha começado a minha coleção quando surgiu o convite [de incorporar os bordados da Madeira nas peças], mas aquilo é de tal maneira abrangente e forte que eu tive de refazer a coleção toda e dali nasceu uma coisa completamente diferente”.

Em entrevista ao Notícias ao Minuto, foi desta forma que Filipe Faísca falou sobre a sua coleção agora apresentada, que contou com os típicos bordados da Madeira, um trabalho que o criador não deixou passar despercebido, com o breve vídeo que apresentou antes do seu desfile, no Pavilhão Carlos Lopes, onde eram filmadas as mãos das costureiras que criam estes bordados.

“Eu acho que as pessoas nem têm noção do que é, porque se alguém vê aquilo numa montra não acredita que é feito à mão, mas quando o descobre, não tem hipótese de não dar valor.” E assim foi: Em vestidos, saias e túnicas, os bordados foram surgindo, primeiro de forma delicada, no azul céu em que tipicamente surgem estes bordados, e depois a protagonizar as saias compridas e vestidos.

O humor marca sempre presença nas coleções de Faísca, sejam em distorções ou apontamentos pouco óbvios. Em ‘6 Sentido’, este humor vê-se talvez na surpresa, fator que o criador acha excitante: “O meu trabalho não é de risco ou de conceito. Eu sou muito surpreendido pela matéria, pela rua, onde me deixo influenciar e ir. Muitas vezes sou surpreendido pela moda, porque a moda é vida”, conta-nos.

Aos bordados da Madeira, Filipe Faísca junta outras técnicas de artesanato que já havia usado noutras coleções como os casacos que criou para a coleção Portugal Portugal ou as Mantas de Papa que apresentou em 2007. Ainda (e porque óculos de sol não são apenas proposta para o verão), fez as suas modelos desfilar com óculos de três lentes, da marca Olhar de Prata.

Depois de Faísca, o último dia de ModaLisboa conta ainda com a apresentação das coleções de Kolovrat, Ricardo Andrez e Dino Alves, todos no Pavilhão Carlos Lopes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.