Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 25º

Hepatite. Seis perguntas e respostas sobre doença altamente silenciosa

Assinala-se esta quinta-feira, 28 de julho, o Dia Mundial da Hepatite.

Hepatite. Seis perguntas e respostas sobre doença altamente silenciosa
Notícias ao Minuto

08:09 - 28/07/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Dia Mundial da Hepatite

A Organização Mundial da Saúde quer reduzir em 90% o número de novos casos de infeção por hepatite B e C e a mortalidade associada em 65% até 2030. No entanto, por ser grave e difícil de tratar, a prevenção da doença pode mesmo salvar a vida de milhões pessoas. 

Leia Também: Tratamentos da hepatite C iniciados em 2020 e 2021 caíram mais de 40%

Para que nada fique por esclarecer, o Lifestyle ao Minuto preparou seis perguntas às quais responde, de forma resumida, a tudo o que precisa de saber.

Leia Também: Portugal deve traçar estratégia para erradicar hepatites virais até 2030

1- O que é?

"Uma hepatite é uma inflamação deste órgão que pode ter diversas causas, sendo as mais comuns os vírus. Quando ocorre, o fígado não consegue desempenhar as suas funções e as lesões nele causadas podem evoluir para cirrose ou cancro", explica a rede de saúde CUF.

2- É grave?

Dentro das hepatites contraídas por bactérias ou vírus, existem seis tipos diferentes de vírus (A, B, C, D, E e G), pelo que a sua gravidade é variável.  Porém, "uma hepatite pode tornar-se crónica ou evoluir para uma lesão mais grave no fígado, como a cirrose ou mesmo para o cancro do fígado", quando os sintomas persistem por mais de seis meses, alerta a CUF.

3- Quais as causas?

Pode ser provocada por agentes infeciosos, como bactérias ou vírus, ou pelo consumo de álcool, medicamentos e, ainda, algumas plantas. "Existem ainda as hepatites autoimunes, nas quais o sistema imunitário ataca as células do fígado. Este tipo atinge sobretudo as mulheres, entre os 20 e os 30 anos e entre os 40 e os 60 anos", pode ler-se no site da CUF.

4- A que sintomas devemos estar atentos?

Quando ocorrem, os mais comuns são fadiga, perda de apetite, náuseas, vómitos, diarreia, urina escura, fezes claras, dores abdominais e icterícia (coloração amarela da pele e dos olhos).  

5- Tem cura?

Algumas formas de hepatite resolvem-se apenas com repouso e dieta, como as A e C, enquanto que noutros casos "pode haver necessidade de recorrer a um tratamento mais complexo que permita controlar a evolução da doença sem a curar", refere a CUF.  A hepatite B, por exemplo, é evitável apenas com vacina. 

6- Como prevenir?

No site do grupo Lusíadas, Inês Vaz Pinto, especialista em Medicina Interna do Hospital de Cascais, explica.

Hepatites A e E

  • Lave bem os alimentos antes de os ingerir;
  • Prefira alimentos embalados ou cozinhados a altas temperaturas (o vapor não neutraliza o vírus);
  • Beba água engarrafada ou previamente fervida a 98º. Atenção aos cubos de gelo nas bebidas;
  • Evite o contacto direto com a sanita e lave sempre bem as mãos;
  • Pondere vacinar-se previamente.

Hepatites B, C e D

  • Evite partilhar objetos pessoais, tais como escovas de dentes, brincos e corta unhas e nunca partilhe agulhas ou seringas;
  • Assegure a esterilização prévia de qualquer objeto cortante partilhado, seja a navalha do barbeiro ou a agulha usada para fazer um piercing ou tatuagem;
  • Use preservativo, particularmente se mantém múltiplos parceiros sexuais;
  • Pondere tomar a vacina contra a hepatite B se é profissional de saúde ou, por outro motivo, está mais exposto. A vacina faz parte do Programa Nacional de Vacinação.

Leia Também: Hepatite em crianças. Cientistas mais perto de descobrir origem do surto

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório