Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

O perigo do cancro da próstata: Fatores de risco e oito sinais de alerta

Em Portugal, o cancro da próstata é o tipo de cancro mais frequente no homem (superior ao cancro da pele e ao cancro do pulmão), registando-se aproximadamente quatro mil novos casos por ano.

O perigo do cancro da próstata: Fatores de risco e oito sinais de alerta
Notícias ao Minuto

08:00 - 18/06/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Cancro da próstata

Estima-se ainda que um em cada seis homens terá diagnóstico de cancro da próstata ao longo da sua vida, mas só um em cada 35 virá a falecer devido a esta doença.

A sobrevivência estimada ao fim de cinco anos após o diagnóstico é de aproximadamente 100%, aos 10 anos cerca de 93% e aos 15 anos de 76%, segundo informações disponibilizadas pela rede de hospitais privados CUF. 

As células da próstata são as responsáveis pela produção do tecido prostático. No seu estado normal, estas células crescem e dividem-se em novas células, que são formadas à medida que vão sendo necessárias, a este chama-se regeneração celular. Quando as células da próstata normais envelhecem ou são danificadas, morrem naturalmente.

Quando as células perdem este mecanismo de controlo e sofrem alterações no seu genoma (DNA), tornam-se células de cancro, que não morrem quando envelhecem ou se danificam, e produzem novas células que não são necessárias de forma descontrolada, resultando na formação de um cancro.

Ao contrário das células normais, as células de cancro da próstata não respeitam as fronteiras do órgão, invadindo os tecidos circundantes e podem espalhar-se para outras partes do organismo. A este processo dá-se o nome de metastização, que aliado ao crescimento descontrolado deste tipo de células torna o cancro da próstata perigoso.

Os principais factores de risco são os seguintes:

Geografia

Os homens que vivem nos EUA ou Europa têm maior incidência de cancro da próstata, apresentado um rácio de 17 casos em 100 homens contra dois em 100 nos países asiáticos;

Raça

Os homens de raça negra têm maior probabilidade de serem diagnosticados com cancro da próstata e apresentarem a forma mais agressiva da doença. As causas para a diferença entre raças não são conhecidas;

Idade

O risco de cancro da próstata aumenta com a idade. A maioria dos casos ocorrem em homens acima dos 65 anos de idade. Após os 65 anos, o risco de ter um cancro da próstata é superior a qualquer outro tipo de cancro;

Antecedentes familiares

Se o seu pai ou irmão têm ou tiveram cancro da próstata, tem risco de desenvolver a doença, especialmente se o tipo de tumor for o mais agressivo. O seu risco é ainda maior se um deles teve cancro da próstata antes dos 55 anos ou se múltiplos familiares tiveram este tipo de cancro. A incidência de cancro da próstata numa dada família pode ser causada pelo ambiente partilhado, genética ou ambos;

Obesidade

Se o seu peso corporal for elevado, está em risco de desenvolver cancro da próstata de crescimento rápido. Este risco aplica-se neste caso, mesmo que coma saudavelmente e faça exercício físico. Por outro lado, a falta de exercício e não ingerir vegetais em doses suficientes aumenta o seu risco de doença, mesmo que o seu peso corporal seja normal. O cancro da próstata que apareça neste contexto é mais agressivo. 

Geralmente, os sintomas de cancro da próstata incluem:

- Problemas urinários.

- Incapacidade de urinar, ou dificuldade em iniciar ou parar o fluxo de urina.

- Necessidade frequente de urinar, principalmente à noite.

- Fluxo de urina fraco ou intermitente.

- Dificuldade em ter uma erecção.

- Sangue na urina ou no sémen.

- Dor frequente na zona inferior das costas, nas ancas ou na zona superior das coxas.

- Dor ou ardor durante a micção.

Na maioria dos casos, estes sintomas não estão relacionados com um cancro da próstata, e podem, ainda, ser provocados por tumores benignos (HBP) ou outros problemas. Só o médico poderá confirmar. Qualquer pessoa com estes sintomas, ou quaisquer outras alterações de saúde relevantes, deve consultar o médico, para diagnosticar e tratar o problema, tão cedo quanto possível.

Geralmente, as fases iniciais do cancro não causam dor. Se tem estes sintomas, não espere até ter dor, para consultar o médico.

Para o diagnóstico precoce do cancro da próstata, são habitualmente efectuados um toque rectal e uma avaliação analítica ao PSA. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório