Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 14º

Edição

Indivíduos com esta profissão têm maior risco de sofrer ataque cardíaco

Os jogadores de futebol profissional correm maior risco de experienciarem um enfarte do que previamente se pensava.

Indivíduos com esta profissão têm maior risco de sofrer ataque cardíaco
Notícias ao Minuto

07:50 - 16/11/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Perigo letal

Especialistas na área da saúde dizem que a introdução de um programa de rastreio não é suficiente nem infalível como método para descartar a possibilidade de potenciais problemas cardíacos, e que o número de casos severos é “maior do que o esperado”.

Um estudo que durou sete anos e que acompanhou 595 jogadores noruegueses, apurou que seis haviam desenvolvido uma condição cardíaca séria.

Mais ainda, o programa de rastreio comummente usado para detetar esse tipo de problemas coronários não havia identificado o problema.

A médica e investigadora Hilde Moseby Berge, da Escola Norueguesa de Ciências Desportivas em Oslo, disse: “O número de incidentes severos foi surpreendentemente mais elevado do que aquilo que era esperado, já que se trata de uma população jovem”.

“Não há uma explicação simples para tal – e sim, poderá inclusive ser simplesmente um efeito aleatório neste grupo que estudámos”.

Porém, a pesquisa nórdica surge após um outro estudo britânico divulgado em agosto deste ano e que identificou um fenómeno semelhante entre jogadores de futebol de topo.

Na altura, a pesquisa realizada por investigadores da Universidade St George’s, em Londres, concluiu que entre mais de 11 mil jogadores, durante um período de 10 anos, de idades compreendidas entre os 16 e os 17 anos, oito teriam morrido durante a prática de exercício físico.

Os académicos britânicos concluíram que a probabilidade de falência cardíaca súbita entre os futebolistas é anualmente de um em 14,700 – pelo menos três vezes maior do que previamente se pensava.

A associação entre futebolistas e a ocorrência de paragens cardíacas tem estado sobre crescente escrutínio nos últimos anos, na sequência das mortes de Marc Vivien Foe, Junior Dian, Danny Wilkinson, Fabrice Muamba e de Miklós Fehér, em 2004.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório