Governo e ANA assinam hoje acordo para estudar aeroporto do Montijo

O Governo e a ANA - Aeroportos de Portugal assinam hoje um memorando de entendimento que visa "estudar aprofundadamente" a solução de um aeroporto complementar no Montijo para aumentar a capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

© Reuters
Economia Aviação

"O acordo de entendimento é assinado depois do aeroporto de Lisboa ter ultrapassado os 22 milhões de passageiros em 2016, um ano de recordes de tráfego em todos os aeroportos portugueses", segundo divulgou na segunda-feira a ANA, gerida pela VINCI Airports.

PUB

A assinatura do memorando de entendimento, que decorrerá em Lisboa, conta com as presenças do primeiro-ministro, António Costa, do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, do presidente da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros, do presidente da VINCI Airports, Nicolas Notebaert, e do presidente da ANA, Jorge Ponce de Leão.

O primeiro-ministro afirmou na semana passada que uma decisão definitiva sobre a localização do futuro aeroporto no Montijo está condicionada à conclusão de um relatório sobre o impacto da migração de aves naquela zona.

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) defende que o estudo do impacto destes animais no Estuário do Tejo, a realizar antes da decisão quanto à instalação de um aeroporto no Montijo, deve ser "preciso e detalhado".

Já o presidente da Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea (APPLA) avisou que a base aérea do Montijo não poderá ser alternativa ao aeroporto de Lisboa nos voos de longo curso caso avance a desativação de uma das duas pistas do Aeroporto Humberto Delgado.

O presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil afirmou, por seu turno, que a partilha de espaço aéreo com militares é "sempre um constrangimento", mas que há soluções.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser