Meteorologia

  • 18 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 21º

G7 pondera medidas face ao excesso de produção da China

Os ministros das Finanças do G7, que estão reunidos em Itália, ponderam medidas contra o excesso de produção da China, que está a impactar os mercados ocidentais.

G7 pondera medidas face ao excesso de produção da China
Notícias ao Minuto

13:34 - 25/05/24 por Lusa

Economia G7

Segundo um projeto de comunicado final, a que a Agência France Presse (AFP) teve acesso, o G7 expressou "preocupações" quanto ao "uso generalizado pela China de políticas e práticas de trabalho não mercantis", que penalizam os trabalhadores, as indústrias e a resiliência económica.

A secretária norte-americana do Tesouro, Janet Yellen, instou, na quinta-feira, o G7 a formar uma "frente clara e unida" contra o excesso de capacidade industrial da China.

Na sexta-feira, também o ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, pediu uma frente unida contra a China, que proteja os interesses industriais.

Os países ocidentais estão preocupados com o risco de uma onda de produtos de baixo custo em todo o mundo, potenciada pelos subsídios injetados pelo Governo chinês em tecnologias, energia verde, veículos elétricos e baterias.

O G7 (grupo dos países mais industrializados) quer continuar a monitorizar os potenciais efeitos negativos da produção da China e planeia adotar medidas para garantir "condições de concorrência equitativas".

Este grupo é composto pelos Estados Unidos, Itália, Japão, Canadá, Grã-Bretanha, França e Alemanha.

Leia Também: G7 apela a Israel que "garanta" serviços aos bancos palestinianos

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório