Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Trabalhadores dos CTT desafiam empresa a retirar proposta de dividendos

A Comissão de Trabalhadores (CT) dos CTT "desafia" o Conselho de Administração da empresa a retirar a proposta de pagar um dividendo de 0,11 euros aos acionistas, prevista para a sua próxima assembleia-geral, segundo um comunicado.

Trabalhadores dos CTT desafiam empresa a retirar proposta de dividendos
Notícias ao Minuto

14:00 - 31/03/20 por Lusa

Economia Covid-19

"Desafiamos o Conselho de Administração dos CTT a retirar a proposta de 'um dividendo de 0,11 euros por ação' que pretende apresentar na próxima assembleia-geral" da empresa, referiu a CT. 

O organismo acredita que "esses 16,5 milhões [de euros] serão bem mais úteis se ficarem na empresa, neste quadro de crise, provocada pela covid-19, cujo impacto nas receitas da empresa será inevitável e extremamente negativo", indica o organismo no mesmo comunicado.

De acordo com os representantes dos trabalhadores, esta medida deveria ser tomada "em vez de despedimentos, rescisões de contratos de prestação de serviços, pressão sobre os trabalhadores para meterem férias ou outras medidas que penalizem" os colaboradores, avançou o organismo na mesma nota.

A CT apelou ainda a que abdiquem "daquela parte variável das vossas remunerações que, habitualmente, a assembleia-geral vos atribui", ou seja, dos bónus. 

No mesmo comunicado, o CT pediu aos administradores que "provem que, realmente, estão dispostos a contribuir" para ultrapassar "este período, que se reveste de enormes e graves perigos sociais e económicos para os trabalhadores dos CTT e para os portugueses em geral".

A assembleia-geral dos CTT está marcada para o próximo dia 21 de abril, sendo que o dividendo de 0,11 euros representa um aumento de 10%, face ao que foi pago no ano passado. 

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 791 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 38 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 160 mortes, mais 20 do que na véspera (+14,3%), e 7.443 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 1.035 em relação a segunda-feira (+16,1%).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório