Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Cofina vai aumentar capital em 85 milhões para comprar a TVI

A Cofina indicou hoje que está perspetivado um aumento de capital social em 85 milhões de euros para o financiamento parcial da compra da participação da Prisa no Grupo Media Capital, dono da TVI, foi comunicado ao mercado.

Cofina vai aumentar capital em 85 milhões para comprar a TVI
Notícias ao Minuto

18:56 - 01/10/19 por Lusa

Economia CMVM

"A Cofina [...] informa, no âmbito da operação de aquisição da participação detida pela Promotora de Informaciones ('Prisa') no Grupo Media Capital e da oferta pública de aquisição [OPA] das ações da Media Capital anunciada preliminarmente em 21 de setembro de 2019, que se encontra perspetivada a realização de um aumento do capital social da Cofina, num montante que atualmente se estima de 85.000.000,00 euros, destinado ao financiamento parcial da referida operação de aquisição", lê-se na informação remetida à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A dona do Correio da Manhã e do Record referiu ainda que vai divulgar ao mercado as informações exigidas relacionadas com "a aprovação pelos órgãos competentes e a realização do referido aumento de capital", quando estiverem definidos os termos e condições em que será proposto à assembleia-geral.

Em 21 de setembro, a Cofina anunciou que chegou a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa em 255 milhões de euros.

Também no mesmo dia, a empresa afirmou que o financiamento para a compra das ações da dona da TVI estava assegurado "através de um crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital".

"Caso a aquisição da referida participação venha a ser positivamente apreciada pelos reguladores, o seu financiamento está assegurado através de crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital", refere a administração da Cofina, liderada por Paulo Fernandes, num comunicado enviado à Lusa.

"Excluindo a percentagem de capital em 'free-float' [disperso em bolsa], o aumento de capital está garantido em mais de 50% pelos atuais acionistas de referência, sendo, no entanto, possível que entrem novos investidores com posições qualificadas", acrescentou.

Para a Cofina, a criação de um grupo "financeiramente forte é o melhor garante da independência editorial e da criação de valor para todos os 'stakeholders' [partes interessadas], incluindo colaboradores, acionistas, clientes, fornecedores e parceiros".

O prazo para a Cofina requerer à CMVM o registo da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Media Capital termina no dia 11 de outubro.

O grupo Cofina detém, além do Correio da Manhã e do Record, a CM TV, o Jornal de Negócios, a revista Sábado, entre outros títulos.

Por sua vez, a Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto que celebra 26 anos, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África.

A Media Capital tem também rádios, onde se inclui a Comercial.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório