Meteorologia

  • 18 JULHO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 20º

Edição

Sindicato: Greve dos estivadores de Setúbal encerrou operações

O presidente do Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística (SEAL) disse hoje que a greve dos trabalhadores do Porto de Setúbal, que decorreu entre terça e quarta-feira, teve adesão total e levou ao encerramento das operações portuárias.

Sindicato: Greve dos estivadores de Setúbal encerrou operações
Notícias ao Minuto

22:00 - 07/06/18 por Lusa

Economia SEAL

"As operações portuárias estiveram totalmente paradas e todos os estivadores respeitaram o período de greve", disse António Mariano, em declarações à Lusa.

E prosseguiu: "sabemos que às oito da manhã de quarta, quando as operações se iniciaram, o Porto estava cheio de navios e presumimos também atrasos na chegada a Setúbal".

De acordo com o pré-aviso de greve, está em causa a "recusa" das entidades empregadoras em atualizar a tabela salarial, congelada desde 2010 e a constatação de "inúmeras práticas anti-sindicais".

O sindicato acusou ainda um grupo de empresas de fazer "chantagem" com os trabalhadores, querendo levar alguns elementos a aceitar "a assinatura de um contrato individual de trabalho com uma empresa do mesmo grupo", defendendo que esta atitude figura uma "completa violação do contrato coletivo de trabalho".

Segundo o responsável, o objetivo de "chamar a atenção" para a "extrema precariedade" vivenciada no Porto de Setúbal foi cumprido.

"A precariedade nos portos é incrementada pela legislação do trabalho portuário que continua sem ser alterada e que permite que a precariedade seja maior do que nos restantes setores de atividade", sublinhou.

Questionado sobre o número de trabalhadores ao serviço no Porto de Setúbal, o responsável disse que verifica um máximo de 50 trabalhadores, acrescentando que "dos precários não há, propriamente, um registo".

"No dia em que se registaram mais precários a trabalhar contabilizámos 208", indicou.

Questionado sobre a possibilidade dos trabalhadores avançarem com novas formas de luta, o sindicalista disse que, para já, o objetivo é conseguir "chegar a um entendimento sobre as matérias em causa".

De acordo com António Mariano, a negociação com as empresas que pertencem aos grupos Yilport, ETE -- Empresas de Tráfego e Estiva, bem como ao TMB - Terminal Multiusos do Beato prossegue na próxima terça-feira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.