Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2017
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Boavista espera jogo "claramente difícil" com o rival Guimarães

O treinador do Boavista afirmou hoje que espera "um jogo claramente difícil" com o rival Guimarães, no domingo (18:00), para a 30.ª jornada da I liga portuguesa de futebol, e salientou que o adversário tem "outros objetivos".

Boavista espera jogo "claramente difícil" com o rival Guimarães
Notícias ao Minuto

15:00 - 21/04/17 por Lusa

Desporto I Liga

O Boavista tem de ser "aguerrido, determinado e disciplinado" para lidar com as dificuldades que o esperam no reduto vimaranense, apontou Miguel Leal.

Os médios Idris e Fábio Espinho encontram-se castigados e portanto estão fora das opções para o jogo, mas para Miguel Leal este é um problema que pode ser uma oportunidade para outros jogadores e que serve também "para a equipa se preparar para jogar de outras formas".

"Estes jogos de grau de dificuldade máxima expõem mais as dificuldades quando se alteram algumas coisas. Também servem para perceber se estamos mais maduros, mas nossa resposta tem que ser positiva, de qualidade e de ambição", destacou.

O Boavista marcou 28 golos em 29 jornadas, contra 45 do Guimarães, mas Miguel Leal afastou na ideia de que tal possa gerar ansiedade no setor ofensivo da equipa.

"A maioria dos golos são feitos de uma determinada forma e o Boavista nunca foi uma equipa muito concretizadora. Normalmente, há sempre muitas dificuldades em fazer golos", admitiu, salientando, contudo, que a equipa tem sabido como as superar.

O treinador explicou que isso "tem a ver com as características de quem joga na frente".

"Mas são estes os jogadores que temos, têm essas características e temos que potenciar a equipa de acordo com o que temos. Não gostava de estar aqui a explicar uma ou outra razão, que é evidente, porque isso tem a ver com o que somos e nós somos isto e temos que viver com isso", alegou.

Miguel Leal acrescentou que "não é fácil" encontrar soluções para esse tipo de problemas.

O treinador prosseguiu exemplificando "com os jogadores que jogam na frente do Vitória" de Guimarães, que tem "excelentes executantes, especialmente para frente, e com finalização".

"Sempre que há cruzamentos eles estão na área para finalizar, porque querem finalizar. Os nossos já não são bem assim. Têm de ver com as características dos que nós temos. Não é porque não trabalhamos isso. São coisas que podem ser trabalhadas e melhoradas, mas também tem que vir já com os jogadores", considerou.

Miguel Leal falou ainda da grande rivalidade existente entre o Boavista e o Guimarães, dizendo esperar que ela se manifeste "dentro do campo e que as pessoas valorizem o espetáculo" e que o Boavista saiba estar à altura da sua história.

"Mas sempre com a cabeça, porque, às vezes, quando as emoções tomam conta das nossas ações as coisas depois complicam-se para quem perde o controlo", advertiu.

O técnico disse ainda que já uma reunião com dirigentes 'axadrezados', "para definir o padrão do jogador" pretendido, mas lembrou que "há condicionantes", declarando-se "satisfeito" com a matéria-prima existente, disse que "o Boavista está tranquilo".

"Não podemos entrar em loucuras", concluiu.

O Boavista, 10.º classificado, com 35 pontos, joga fora com o Guimarães, 4.º, com 53, no próximo domingo (18:00), para a 30.ª ronda da I Liga portuguesa de futebol, tendo sido nomeado para este encontro o árbitro Carlos Xistra, da Associação de Futebol de Castelo Branco.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório