Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Spray para demarcar barreiras pode 'colocar' presidente da FIFA na prisão

Tribunal Superior de Justiça brasileiro declarou o organismo culpado de um crime de violação de patentes.

Spray para demarcar barreiras pode 'colocar' presidente da FIFA na prisão

Está instalada a polémica depois de o Tribunal Superior de Justiça do Brasil ter declarado a FIFA culpada de um crime de violação de patentes relacionado com o spray utilizado pelos árbitros para demarcar as barreiras nos relvados.

De acordo com o jornal espanhol As, em causa está uma queixa apresentada pelos inventores deste recurso, Pablo Silva e Haine Alemagne, que ficam, agora, à espera de saber qual a indemnização a que terão direito, isto depois de, numa primeira instância, terem reclamado ser compensados em mais de 100 milhões de euros.

A mesma publicação acrescenta que estes dois homens pediram uma pena que pode ir de um a quatro anos de prisão para todos os envolvidos, entre eles Gianni Infantino, presidente do organismo que rege o futebol mundial.

Pablo Silva e Haine Alemagne tinham um acordo com a FIFA para a utilização deste spray após o Campeonato do Mundo de 2014, na ordem dos 40 milhões de dólares, valor que, no entanto, acabaram por nunca receber.

Face à demissão do então presidente, Joseph Blatter, e à morte do 'vice', Julio Grondona, a comunicação entre ambas as partes perdeu-se, tendo o organismo passado a utilizar este recuso sob o nome de outra marca, após um primeiro litígio, datado de 2018.

Leia Também: UEFA desafia FIFA e quer Brasil e Argentina numa "Super Liga das Nações"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório