Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

"Temos de colocar o ritmo que queremos"

O treinador do Vitória SC, Pepa, afirmou hoje que os golos podem aparecer com "naturalidade" se houver "intensidade", "velocidade" e "qualidade" frente ao Arouca, no sábado, para a sexta jornada da I Liga portuguesa de futebol.

"Temos de colocar o ritmo que queremos"
Notícias ao Minuto

14:10 - 17/09/21 por Lusa

Desporto Pepa

À exceção da goleada imposta ao Vizela (4-0), na terceira ronda, os vimaranenses ficaram em 'branco' nos outros quatro desafios do campeonato, mas o técnico realçou que a sua equipa tem apresentado "volume ofensivo" suficiente perante adversários "fortes, competentes e organizados" para ter mais golos, algo que espera ver no Estádio Municipal de Arouca.

"Vai ser um jogo intenso, na linha do que temos feito, mas espero que com uma diferença: os golos. O volume está lá, a intensidade, a velocidade. Chegamos com muitos jogadores ao último terço [do campo]. Não podemos ter a ansiedade do golo, por causa da qualidade com que temos jogado. Temos de colocar o ritmo que queremos. Com essas ferramentas, as coisas vão acontecer com naturalidade", disse, na antevisão ao desafio marcado para as 20:30.

Convencido de que o Vitória poderia estar a "fazer um arranque extraordinário", acima dos seis pontos que tem e do 10.º lugar que ocupa, Pepa frisou que é preciso continuar a "dar passos em frente" no processo de jogo que leva aos golos e enalteceu a "confiança" que o plantel continua a demonstrar.

"[Os jogadores estão] com muita confiança, porque a qualidade está lá. Dá gosto ver a forma como eles trabalham. Isso obriga-nos a ser competitivos", disse.

O 'timoneiro' vitoriano referiu ainda que o jogo do próximo sábado, além de ser disputado com "qualidade", deve levar os seus pupilos a deixarem o campo "exaustos", fruto do compromisso "inegociável" de "dar a vida" com equipa técnica, administração e massa adepta.

Quanto ao Arouca, 13.º da tabela, com quatro pontos, Pepa lembrou que o seu treinador, Armando Evangelista, tem "um largo historial" no Vitória, e que a equipa é "muito forte na recuperação da bola", "ataca bem a profundidade" e tem "ideias bem assimiladas", com "jogadores que se conhecem há muito tempo" e alguns reforços contratados em "cima do fecho do marcado" que acrescentaram "qualidade".

O técnico recusou ainda que o Vitória padeça da "falta de concentração e de rigor", a propósito dos jogos em que ficou reduzido a 10 unidades, frente ao Estoril Praia (0-0), e a nove, na jornada anterior, com o Belenenses SAD (0-0), tendo observado que a equipa "sofre poucos golos" - um, até agora - e "permite poucas oportunidades aos adversários".

A propósito do 'nulo' caseiro frente ao Belenenses SAD, Pepa agradeceu a "empatia criada entre equipa e adeptos" e realçou que a esperada deslocação de pelo menos mil adeptos do emblema minhoto a Arouca "só ajuda os jogadores".  

Pepa revelou ainda que o extremo Rochinha, transportado para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, após um choque de cabeça no último jogo, com o avançado Alisson Safira, aos 78 minutos, está "indisponível" para a visita a Arouca, apesar de estar "bem de saúde" e "estável".

O Vitória de Guimarães, 10.º classificado da I Liga, com seis pontos, visita o Arouca, 13.º, com quatro, em jogo da sexta jornada da I Liga, agendado para as 20:30 de sábado, no Estádio Municipal de Arouca, com arbitragem de Nuno Almeida, da associação do Algarve.

Leia Também: "Vamos fazer um bom jogo e discutir os três pontos"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório