Meteorologia

  • 16 ABRIL 2021
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

"Nas alturas difíceis é que se constroem grandes jogadores e treinadores"

Jorge Jesus avisa que o Benfica precisa de "jogar bem" para derrotar o Rio Ave.

"Nas alturas difíceis é que se constroem grandes jogadores e treinadores"

Jorge Jesus anteviu, este domingo, em declarações prestadas à BTV, o encontro da 21.ª jornada da I Liga, diante do Rio Ave. O treinador admitiu que o Benfica precisa de ganhar para continuar a 'sonhar' com o título, mas avisou que terá pela frente uma equipa com "um contra-ataque muito forte".

Que Rio Ave espera: Hoje é um dia especial. O Benfica faz 117 anos. É um momento especial para todos os sócios e simpatizantes do Benfica, sentimos falta deles no estádio. Estamos desejosos de que possam regressar ao estádio. Não foi por acaso que um dos melhores jogos que fizemos na Liga Europa foi o único que teve duas mil pessoas, contra o Standard Liège. Quanto ao jogo, dizer que o Rio Ave é uma equipa que tem um modelo de jogo diferente com o Miguel Cardoso. É uma equipa com um contra-ataque muito forte, com jogadores que conheço bem porque já fui treinador deles. Vamos encontrar uma equipa super organizada, que sai bem para o contra-golpe. Estamos preparados para esses momentos de jogo. Precisamos de uma vitória amanhã e sabemos que, para ganhar ao Rio Ave, precisamos de jogar bem. Temos dado alguns sinais de melhoria e espero que isso se confirme.

Estado de espírito da equipa: No futebol, o próximo jogo é aquele que os jogadores e os treinadores mais querem quando não ganham, que foi o caso. Estamos desejosos de que este jogo apareça. Nos momentos difíceis é que se constroem os grandes jogadores e os grandes treinadores. Sabemos que estamos num momento difícil. Estamos preparados para tentar passar esta crise de alguns resultados. Não trabalhamos apenas o aspeto físico, mas também os psicológicos. É uma equipa alegre, que tem vontade de mudar o último resultado. Vamos à procura dessa vitória.

Benfica pode vencer os próximos 14 jogos: O Benfica tem duas competições com muito para recuperar e para ganhar, seja na Taça de Portugal, onde nos falta um jogo para chegar à final, seja no campeonato. Vai ser jogo a jogo. A prioridade é ultrapassar o rival que está à frente. Quando chegarmos ao segundo, pensar se ainda temos capacidade para poder ainda pensar no primeiro. Neste momento, não há outra maneira. Temos que ir à procura dos rivais que estão à nossa frente com resultados.

Regressar ao sistema de três centrais: Cada jogo tem a sua estratégia em função do adversário. Não é que a equipa não tenha dado sinais muito bons, mas cada jogo tem a sua história. Amanhã, o jogo tem outras caraterísticas, mas não está colocada de parte essa possibilidade. Trabalhámos essa possibilidade de voltar a jogar com os três centrais.

Leia Também: Benfica desmente "mau ambiente" e explica por que Jesus só falará à BTV

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório