Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

FC Porto - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

"Oitavos-de-final? Não fizemos mais do que tínhamos que fazer"

Sérgio Conceição quer bater o Galatasaray para ficar "satisfeito" com a prestação do FC Porto na fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Oitavos-de-final? Não fizemos mais do que tínhamos que fazer"
Notícias ao Minuto

14:30 - 10/12/18 por Notícias Ao Minuto 

Desporto FC Porto

O FC Porto entra para a partida com o Galatasaray com o apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões já apurados, mas nem por isso os planos passam por retirar o pé do acelerador. Em conferência de imprensa, Sérgio Conceição e Alex Telles apontaram à vitória em Istambul, num ambiente "difícil", mas que não amedronta.

Sérgio Conceição

Gerir o plantel: Não começamos a fazer futurologia ou se vamos igualar alguma marca importante do clube. Essa gestão é feita dependendo dos jogos que temos tido, de um ou outro problema físico que as pessoas não têm conhecimento. Tudo é trabalhado ao pormenor. Achei que estes são os jogadores que mais garantias dão para vencer o jogo de amanhã.

Análise à prestação: Sabíamos que era um grupo extremamente difícil pela qualidade das equipas. Estamos a falar do campeão turco, do campeão russo e do vice-campeão alemão. Olhámos jogo a jogo, sabíamos que os jogos em casa eram importantíssimos para adquirir a passagem aos ‘oitavos’, que era o grande objetivo da equipa. Claro que passar em primeiro com 16 pontos seria a imagem do que o FC Porto tem sido nos últimos anos. É um dos clubes com mais presenças na Liga dos Campeões, um clube histórico no mundo e não fizemos mais do que tínhamos que fazer, que era chegar aos oitavos-de-final com resultados muito positivos. Temos de confirmar amanhã para ficarmos satisfeitos com esta fase de grupos.

Disputar a Champions enquanto treinador: Os jogos em que entro no Olival para trabalhar são todos especiais para mim. Representar este clube é especial. Amanhã é um jogo de Liga dos Campeões, que também é especial. Vou dar o meu melhor, os jogadores também vão fazer o trabalho bem feito para conseguirmos mais uma vez vencer e representar o FC Porto ao mais alto nível na Liga dos Campeões.

Oportunidade para quem tem menos minutos: Os únicos dois jogadores que poderiam estar aqui e não estão é o Militão e o Otávio. De resto, estão todos os que estão inscritos na Liga dos Campeões. Estão todos preparados para jogar, para ficar no banco e alguns até na bancada.

Galatasaray era um dos favoritos a passar: O grupo é equilibrado. As quatro equipas podiam ficar em primeiro e em último. Fizemos uma boa fase de grupos. O Galatasaray, como precisa deste jogo para continuar na Europa, não tanto, mas o grupo era equilibrado e os jogos decidem-se em pormenores. Aí, estivemos mais fortes. O Galatasaray, contara nós, fez um jogo muito competente no Dragão. Talvez o jogo mais difícil que tivemos. São essas dificuldades que esperamos amanhã, num ambiente difícil mas bom para jogar. Gosto destes ambientes, sinto-me como peixe na água num ambiente quente. Se os turcos soltarem palavrões, como não entendo turco, não há problema nenhum.

Alterações no calendário da Liga dos Campeões: Esse tema nunca foi abordado pelos treinadores no Fórum da UEFA. É uma pergunta bastante interessante, porque é verdade que há um interregno de dois meses em que algumas equipas que não estão tão bem podem apresentar-se de forma diferente noutra altura. Compete-nos, nos oitavos-de-final, estar na melhor forma possível. A Liga dos Campeões, nessa fase, tem os melhores clubes da Europa. Vai ser importante estar num nível elevado. Se isso é benéfico ou não… Para algumas sim, para outras nem tanto.

Que jogo espera do Galatasaray: É um jogo onde o Galatasaray terá de entrar para ganhar. Quando jogou contra nós, foi um pouco diferente pelas ausências que houve. Não sei se amanhã poderá voltar ao habitual, como iniciou a Liga dos Campeões. A qualidade individual está lá, a coletiva também. É uma equipa experiente, que sabe ditar o que são os tempos de jogos. Amanhã, perante esse cenário, esperamos um jogo difícil, num ambiente difícil onde os adeptos vão dar uma grande força a esta equipa. Temos que olhar para a nossa equipa e para o que temos de fazer para ultrapassar essas dificuldades.

Mudar forma de jogar do FC Porto: Não vou dizer. Vamos ver o que vai acontecer amanhã. É verdade que o Galatasaray tem sentido dificuldades na linha defensiva, mas quando isso acontece os problemas não são na defesa, é de um trabalho coletiva. Toda a equipa tem de perceber o momento sem bola, mas é outra história. Independentemente de tudo, a equipa do Galatasaray é forte. Mudou alguma coisa ultimamente, mas amanhã o jogo terá a sua história. É um jogo decisivo para o Galatasaray e para nós, no que toca a representar este clube.

Alex Telles

Gerir plantel em Istambul: O espírito e a vontade é sempre o de buscar o melhor resultado, que é a vitória, independentemente do facto de nos encontrarmos no primeiro lugar do grupo. O facto de estar a jogar a Liga dos Campeões, num grande palco, já é motivação para qualquer atleta. O grupo está muito focado em vencer.

Que ambiente aguarda o FC Porto: Não posso negar que será uma noite especial, por reencontrar o clube onde cresci bastante. Amanhã, encontraremos muitas dificuldades, num ambiente diferente. Mas acho que, se estivermos bem e fizemos o nosso trabalho, certamente traremos o jogo para o nosso lado. Não nos podemos preocupar com o que é externo, temos de nos focar com o que acontece dentro de campo.

FC Porto já está apurado, Galatasaray precisa de vencer: O facto de estarmos a jogar a Liga dos Campeões, um palco que todos os atletas procuram, o facto de representar o FC Porto, são motivações maiores. Estes jogos são mais difíceis pelo fator concentração, por saber que o FC Porto já está em primeiro. É aí que vem o maior desafio, que é continuar com o mesmo espírito. Cada jogo tem a sua história, mas o principal é não mudar nada e entrar muito motivado.

Regresso a Istambul: Quando saímos de um clube, esperamos deixar uma boa história. Aqui no Galatasaray, tive uma história muito curta, de dois anos, mas boa, com alguns títulos. Isso já é satisfatório. Vai ser especial, mas só vou pensar nisso após o jogo. Até lá, estou focado no jogo. Não sei que receção vou ter. Quero dar o melhor pelo FC Porto, que apostou totalmente em mim. Estou muito feliz e quero dar o meu melhor.

Oscilação de forma: Tenho essa consciência. Sei que, depois da época passada, em que tudo correu bem, todos vão esperar o meu máximo nível em todos os jogos. Sei do meu potencial, do quanto estou a render e onde posso chegar. O treinador dá-me muita confiança, conversa muito contigo e trabalho diariamente para dar o melhor em cada jogo. Uma coisa é certa: sou muito exigente comigo mesmo e darei o meu melhor para estar ao máximo nível em cada treino e jogo.

O que mudou desde que deixou o Galatasaray: Mudou o treinador e até alguns atletas. Saí com o título nacional e foi muito importante. O carinho dos adeptos fica sempre. Acompanho sempre que posso e torço sempre para que o Galatasaray vença o campeonato turco.

Apuramento garantido: Significa que o trabalho está a ser muito bem feito. Sabemos que o nível de concentração numa Liga dos Campeões é muito melhor. A malta está de parabéns por dar o seu melhor contra equipas de diferente dinâmica. É uma satisfação muito grande estar em primeiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório