Meteorologia

  • 25 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Museu do Chiado em obras para mostrar "diálogos" com coleção Millennium

O Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, em Lisboa, espera iniciar obras de adaptação "ainda este ano", no espaço que acolherá exposições de "diálogo" entre o seu acervo e a coleção de arte da Fundação Millennium BCP.

Museu do Chiado em obras para mostrar "diálogos" com coleção Millennium
Notícias ao Minuto

19:36 - 02/04/19 por Lusa

Cultura Mostra

Contactada pela agência Lusa, a diretora do Museu do Chiado, Emília Ferreira, disse hoje esperar que as obras de adaptação tenham início "o mais breve possível", para poder usufruir dos 315 metros quadrados cedidos em protocolo àquela fundação.

"As exposições vão ser sempre de diálogo entre a nossa coleção e a coleção de arte da Fundação Millennium BCP", indicou a responsável, acrescentando que a programação e curadoria ficará a cargo do museu.

Emília Ferreira disse que este "é um diálogo que interessa muito ao museu, porque as obras de ambas as coleções complementam-se".

"As coleções têm o mesmo arco temporal, que vai do século XIX até à atualidade", indicou, acrescentando que a coleção da fundação ascende a 3.000 obras de arte em suportes sobretudo de pintura, desenho, gravura e escultura.

Questionada sobre se haverá obras de arte da fundação guardadas em reserva no museu, a responsável disse que não, que o protocolo contempla apenas a exibição, e sempre em diálogo com as do museu.

As obras de adaptação previstas naquele espaço são "mais um passo para a reabilitação" das novas áreas atribuídas ao Museu do Chiado desde 2015, quando o Ministério da Cultura assinou um protocolo com o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP e o Governo Civil para cedência de espaço, no Convento de São Francisco, de onde saíram as duas entidades.

"Todos queremos que comecem em breve, o mais breve possível. Desejamos que comecem ainda este ano", estimou a historiadora de arte à Lusa.

Na área agora disponibilizada - por detrás do túnel que liga os dois edifícios do museu, um com entrada pela rua Serpa Pinto e o outro pela rua Capelo - funcionaram instalações do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

O protocolo assinado há uma semana com a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), que tutela os museus nacionais, também prevê que o museu tenha acesso ao acervo da fundação para estudo e investigação.

Envolve a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, que também ocupa uma parte do Convento de São Francisco, à qual competirá disponibilizar ao Museu Nacional de Arte Contemporânea e à Fundação Millennium BCP o acesso a uma área descoberta, que está sob a sua gestão.

Nos termos do protocolo tripartido, a Faculdade de Belas Artes também se compromete a promover a investigação da obra de artistas representados nas coleções do museu e da fundação.

"É um protocolo que irá enriquecer a atividade do museu", salientou a diretora do Museu do Chiado à Lusa.

Situado no centro histórico de Lisboa, o Museu do Chiado foi fundado em 1911, como Museu Nacional de Arte Contemporânea, e o seu acervo integra mais de 5.000 peças de arte, num percurso cronológico desde 1850 até à atualidade, incluindo pintura, escultura, desenho, fotografia e vídeo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório