Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 15º

Uber encobriu ciberataque que roubou dados de 57 milhões de pessoas

A empresa admitiu que tentou ‘abafar’ o ataque informático, que ocorreu em 2016.

Uber encobriu ciberataque que roubou dados de 57 milhões de pessoas

A Uber reconheceu perante o Departamento de Justiça dos EUA que encobriu um ataque informático em 2016, o qual acabou por resultar na publicação de dados dos utilizadores na Internet.

Como conta o TechRadar, o ataque informático em questão terá começado com o roubo das credenciais de um trabalhador da empresa, o que terá permitido aos responsáveis terem acesso a dados pessoais de 57 milhões de pessoas - incluindo condutores e passageiros.

Os dados em questão incluem não só os nomes completos dos utilizadores, como também endereços de e-mail, números de telemóvel e matrículas. Estes dados terão sido posteriormente usados para roubar as identidades destes utilizadores. A Uber admite ainda que Travis Kalanick e Joe Sullivan (na altura o CEO e o responsável de segurança, respetivamente), terão decidido pagar 100 mil dólares (98,6 mil euros) aos ‘hackers’ para que o assunto fosse encoberto.

Esta admissão de culpa da Uber surge no âmbito de um acordo com o Departamento de Justiça norte-americano, o qual foi feito de modo a evitar que a Uber fosse formalmente acusada.

Leia Também: Uber introduz novas opções para melhorar segurança dos passageiros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório