Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Ex-líder do UKIP cria no Reino Unido outro partido anti-UE

O antigo líder do eurofóbico Partido para a Independência do Reino Unido (UKIP, na sigla em inglês), Henry Bolton, que foi afastado do cargo em fevereiro, anunciou a formação de um novo partido político, denominado OneNation (Uma Nação).

Ex-líder do UKIP cria no Reino Unido outro partido anti-UE
Notícias ao Minuto

21:09 - 06/03/18 por Lusa

Política Henry Bolton

Bolton declarou que a nova formação vai ter como lema 'Por um Futuro Independente' e lutar "incansavelmente" por uma "independência completa da União Europeia".

Este ex-oficial da Marinha britânica, de 54 anos, afirmou que "existe uma necessidade urgente de uma nova maneira de fazer política, em que se envolvam de facto as comunidades".

O OneNation vai procurar fazer as mudanças que o seu fundador gostaria de ver no UKIP, adiantou Bolton.

"É imprescindível que exista um partido que acredite no Reino Unido, que preserve a nossa identidade nacional, cultura, património e confiança. Um partido dedicado à completa independência do país em todas as áreas", disse.

Bolton perdeu a liderança do UKIP em 17 de fevereiro, ao fim de pouco mais de quatro meses na função, devido à falta de apoio dos militantes, quando se viu envolvido num escândalo provocado por comentários racistas da sua ex-companheira sobre a noiva do príncipe Henrique, Meghan Markle.

Em congresso extraordinário, realizado na cidade de Birmingham, no centro do Reino Unido, os militantes do partido eurofóbico aprovaram um voto de censura, com 867 votos contra 500, para o destituir.

O UKIP atravessa uma grave crise, com quatro líderes em 18 meses. Gerard Batten é o líder provisório da formação até às eleições do seguinte, que vão decorrer em abril próximo.

O partido forjou a sua identidade política a partir da recusa da pertença britânica à União Europeia. Nas eleições legislativas de 2015 chegou a ter quatro milhões de votos.

Depois do referendo de 23 de junho de 2016, no qual os britânicos aprovaram a saída do Reino Unido da UE, o designado 'Brexit', o líder de então, Nigel Farage, apresentou a sua demissão.

Nas eleições gerais antecipadas em junho último, o UKIP passou de 12,6% dos votos para 1,8 %, sem conseguir eleger qualquer representante para o parlamento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório