Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

PSD quer que Ferro Rodrigues "interceda junto do Governo"

O PSD vai pedir, na próxima conferência de líderes, a Ferro Rodrigues que "interceda junto do Governo" para que este divulgue ao parlamento os resultados do inquérito sobre os incidentes no Túnel do Marão.

PSD quer que Ferro Rodrigues "interceda junto do Governo"
Notícias ao Minuto

14:32 - 09/02/18 por Lusa

Política Túnel do Marão

O vice-presidente da bancada do PSD Luís Leite Ramos acusou o ministro do Planeamento, Pedro Marques, de revelar "uma relação muito difícil com a verdade" nesta matéria, depois de, na quarta-feira, ter afirmado que a infraestrutura era segura e, na quinta-feira, o Governo ter determinado a revisão dos planos de Emergência Interno e de Intervenção do Túnel do Marão e a elaboração de um Plano de Prevenção, até 31 de março, bem como a posterior realização de um simulacro de incêndio.

"Se a segurança estava garantida na passada quarta-feira, porque razão é que são precisos planos de segurança e fazer urgentemente um simulacro para testar todos os elementos que fazem parte do dispositivo de proteção?", questionou Leite Ramos, considerando que "esta matéria é demasiado séria".

Por essa razão, na próxima conferência de líderes, o PSD vai pedir ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, que "interceda junto do Governo para cumprir a sua obrigação".

"Divulgar ao parlamento e ao país este inquérito que, pelos vistos, levanta questões graves", desafiou o vice-presidente da bancada do PSD, lembrando que o inquérito foi pedido há muito pelo parlamento e que, desde janeiro, o Governo o tem na sua posse.

O despacho publicado na quinta-feira em Diário da República (DR) foi assinado pelos secretários de Estado da Proteção Civil, Artur Tavares Neves, e das Infraestruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, e surge na sequência do relatório final do inquérito ao incêndio num autocarro de passageiros, que ocorreu em junho dentro do Túnel do Marão, inserido na Autoestrada 4 (A4), entre Amarante e Vila Real.

Na sequência deste incidente, o secretário de Estado da Proteção Civil ordenou à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) a realização de um inquérito para avaliação da resposta operacional à ocorrência.

Dois meses depois do incêndio no autocarro, ardeu também um carro ligeiro dentro do túnel. Nos dois casos não se registaram vítimas, contudo, a infraestrutura ficou fechada ao trânsito por diferentes períodos de tempo.

Através do despacho publicado no DR, o Governo determinou que, até 31 de março, deve ser feita a revisão do Plano Prévio de Intervenção (PPI) pela ANPC e também do Plano de Emergência Interno (PEI) pela Infraestruturas de Portugal (IP), bem como a elaboração de um Plano de Prevenção pela IP.

Depois, deverá ser realizado um simulacro de incêndio no interior do túnel para validar a conformidade das novas versões dos planos e de modo a salvaguardar a segurança de pessoa.

O Túnel do Marão, que liga Amarante, no distrito do Porto, a Vila Real, abriu em maio de 2016 e tem duas galerias gémeas, cada uma com duas faixas de rodagem e com um comprimento de 5.665 metros.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.