Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2017
Tempo
MIN 5º MÁX 8º

Edição

PS tem sido referencial da estabilidade e "não teme disputas eleitorais"

A secretária-geral adjunta socialista, Ana Catarina Mendes, sublinhou hoje que o partido não teme as autárquicas de outubro e eventuais efeitos na governação do país, sublinhando que o PS tem sido o "referencial de estabilidade" de Portugal.

PS tem sido referencial da estabilidade e "não teme disputas eleitorais"
Notícias ao Minuto

18:52 - 19/09/17 por Lusa

Política Ana Catarina Mendes

"<span class="news_bold">O PS não teme nenhuma disputa eleitoral, o PS vai a todo o território nacional, com as suas candidaturas próprias, para ganhar estas eleições", vincou a socialista, falando aos jornalistas em Beja, numa arruada naquela cidade alentejana.

O PS, disse Ana Catarina Mendes, "não mistura as coisas" no que se refere à ligação entre as autárquicas e as negociações para o próximo Orçamento de Estado, que "decorrem com toda a normalidade, com as divergências" que os partidos "naturalmente" têm.

"Nestas eleições há modelos diferentes de governação autárquica e estamos aqui para dizer que os nossos protagonistas são os melhores", acrescentou, reiterando que a abstenção é o "principal" adversário do partido no sufrágio para as autarquias.

Ana Catarina Mendes falou também aos jornalistas das críticas do presidente do PSD à lei da imigração, que ouviu com "perplexidade".

"Portugal é um país extremamente integrador, acolhedor dos seus imigrantes, tem sido destacado a nível internacional. Aquilo que o doutor Passos Coelho fez hoje foi, à falta de qualquer argumento para as eleições autárquicas, lançar o pânico e o alarme social", disse a secretária-geral adjunta do PS.

E concretizou: "O PS rejeita veementemente qualquer tipo de insinuação de que um imigrante gera insegurança em Portugal".

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, declarou hoje que o PSD pondera pedir, no parlamento, a alteração legislativa das mudanças introduzidas recentemente pelo Governo à lei da imigração, de forma a torná-la "menos arriscada" para o país.

O primeiro-ministro e líder do PS, António Costa, lamentou também já essa posição do líder dos sociais-democratas, e disse que esta não corresponde "àquilo que tem sido o consenso político tradicional em matéria de imigração, que, felizmente, tem existido em Portugal".

Em Beja, são candidatos às eleições autárquicas de 1 de outubro Paulo Arsénio, pelo PS, João Rocha, candidato do CDU e atual presidente da Câmara, José Pinela Fernandes, pelo PSD, José Pedro Oliveira, pelo BE, e Luís Dargent, pela CDS-PP.

Paulo Arsénio, intervindo perante dezenas de socialistas na sua sede de campanha, revelou que o secretário-geral do PS e também primeiro-ministro, António Costa, passará pelo município no domingo.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório