Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2017
Tempo
23º
MIN 23º MÁX 24º

Edição

Assunção Cristas diz que CDS valoriza "tanto o litoral como o interior"

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, disse hoje que o seu partido "valoriza tanto o litoral como o interior" e sublinhou que os autarcas democratas-cristãos "são exemplo a seguir".

Assunção Cristas diz que CDS valoriza "tanto o litoral como o interior"
Notícias ao Minuto

22:13 - 10/09/17 por Lusa

Política Autárquicas

"Nós [CDS-PP] somos um partido que valoriza tanto o litoral como o interior e não é por acaso que temos um vice-presidente do partido, Adolfo Mesquita Nunes, a concorrer à Câmara da Covilhã", disse a líder nacional do CDS-PP na Mêda, no distrito da Guarda, na sessão de apresentação dos candidatos democratas-cristãos às eleições autárquicas de dia 01 de outubro.

Assunção Cristas, que discursava num concelho do interior do país, disse que o CDS-PP é um partido "que entende que todo o país e todas as pessoas têm direito a ficar nas suas terras e a desenvolver as suas terras, sejam elas no interior, sejam elas no litoral".

"Nós [CDS-PP] somos um partido que acredita no mundo rural, que acredita no nosso território, que entende que há muitos e bons produtos por onde puxar e eu orgulho-me, em particular, de ter servido o nosso país como ministra da Agricultura e ter andado por todo o interior do país", declarou.

No seu discurso, a líder nacional do CDS-PP disse que os eleitores devem olhar para as autarquias lideradas pelo partido, considerando que "são exemplo a seguir".

As Câmaras Municipais presididas por autarcas democratas-cristãos "não têm dívidas" e "são bem governadas", apontou.

São também autarquias "com políticas amigas das famílias, das famílias com filhos, que devolvem o IRS o mais que podem, que baixam o IMI, que encontram taxas que são diferentes consoante o número de filhos de determinado agregado familiar", exemplificou.

A líder democrata-cristã reiterou ainda que o objetivo nas eleições do dia 01 de outubro é "fazer crescer" a força autárquica do CDS-PP a nível nacional.

Sobre o concelho de Mêda, onde o CDS-PP candidata o atual vereador César Figueiredo, Assunção Cristas disse acreditar que é possível eleger o candidato democrata-cristão como próximo presidente de Câmara.

Na intervenção, proferida no auditório da Casa da Cultura de Mêda, que estava com lotação esgotada, a dirigente nacional do CDS-PP referiu também que, com o país governado pelas "esquerdas unidas", "mais do que nunca" é preciso "ter o CDS forte em todo o lado", a começar pelas autarquias.

Assunção Cristas acusou igualmente o atual Governo de fazer "muito pior" que o anterior executivo, "com falhas e falta de transparência nos Orçamentos, seja na saúde, seja na educação, seja nos transportes públicos".

Por isso, acrescentou, o CDS-PP vai apresentar uma proposta no parlamento "para que todos os meses se saiba" onde "é que estão feitas as chamadas cativações, que é novo nome que se dão aos cortes, porque o ano passado foram mil milhões de euros de cativações, que é congelamento de despesa que se transformou em corte definitivo de despesa".

"E vamos exigir que todos os meses possamos saber afinal quanto é que está a ser bloqueado em cada área e vamos pôr tetos a isto, limites a isto, porque não aceitamos que haja um Orçamento no parlamento a ser aprovado e publicado e depois, na prática, haja um Orçamento completamente diferente", esclareceu.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório