Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2017
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Greve dos médicos divide opiniões entre Esquerda e Direita

Os médicos continuam preocupados com a sua situação e voltam a ameaçar com uma greve.

Greve dos médicos divide opiniões entre Esquerda e Direita
Notícias ao Minuto

22:59 - 11/08/17 por Inês André de Figueiredo

Política Debate

João Galamba e Pedro Mota Soares estiveram frente-a-frente na antena da SIC Notícias onde discutiram a situação dos médicos, mostrando opiniões opostas sobre o trabalho que está a ser realizado.

O socialista garante que os médicos concordam com o que está a ser feito pelo Governo e apenas querem que as medidas sejam tomadas mais rápido, enquanto o centrista se mostra preocupado com uma possível greve.

“Os médicos fazem reivindicações e o Governo negoceia. Não é uma desvalorização do Governo. Umas das áreas em que mais tem apostado é no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Uma das coisas que temos de perceber é que estas reivindicações também são um sinal do sucesso da governação. Porquê? Nós não estamos a lidar com sindicatos a repudiar a política do Governo ou a dizer que não concordam ou a pedir que se mude de política. O que os médicos querem é que o Governo avance mais rápido no seu próprio programa, que corte ainda mais rápido com as políticas do PSD/CDS, que são as políticas que eles criticam”, argumentou.

Por outro lado, Pedro Mota Soares garante que a classe médica é “permanentemente confrontada com anúncios, geram-se expectativas e permanentemente esses anúncios saem gorados”.

“Quando se diz que houve a maior contratação de sempre de profissionais para o SNS não estamos a falar de contratações, estamos a falar de pessoas que estavam a recibos verde ou com um contrato diferente que passaram para o quadro do SNS. Não podemos dizer que temos mais médicos e enfermeiros no SNS”, explicou o deputado do CDS.

Frisando que “nem todas as greves são iguais e [que] uma greve no SNS afeta a saúde dos portugueses”, Mota Soares disse ainda querer acreditar “que a classe dos médicos só avança com uma ideia ou proposta de greve se sentir que não tem outra forma de fazer um conjunto de reivindicações”.

Recorde-se que, esta sexta-feira, os sindicatos representantes dos médicos foram recebidos pelos ministros da Saúde e das Finanças, mas diversas questões sem soluções levaram os profissionais de saúde a anunciar que poderá haver uma greve de dois dias em outubro.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório