Marcelo espera que OE2017 "chegue rapidamente" a Belém

O Presidente da República afirmou esperar que o Orçamento do Estado para 2017 (OE2017) "chegue rapidamente" à Presidência para o "poder analisar", depois do documento ter sido aprovado hoje pela Assembleia da República.

© DR
Política Presidência

"Espero que chegue rapidamente à Presidência da Republica para eu poder analisar", disse Marcelo Rebelo de Sousa, quando questionado sobre a aprovação do OE2017, no final do almoço oferecido aos reis de Espanha no Palácio da Bolsa, no Porto.

PUB

O Orçamento do Estado foi hoje aprovado em votação final global, com os votos favoráveis do PS, BE, PCP, PEV e PAN e os votos contra do PSD e do CDS-PP, que aprovaram ainda, com a votação, as Grandes Opções do Plano (GOP), com a mesma votação.

Em declarações aos jornalistas, já sobre a Caixa Geral de Depósitos, o chefe de Estado voltou a afirmar a importância de fazer do banco público uma "instituição forte" e de "pôr de pé" os planos de restruturação e recapitalização.

Questionado sobre o dossier Caixa Geral de Depósitos, o Presidente repetiu o que havia dito na segunda-feira.

"Tenho a dizer que eu espero que haja a possibilidade de fazer o mais importante, que é uma Caixa forte, pôr de pé o plano de restruturação e recapitalização para o bem dos portugueses", salientou.

Marcelo Rebelo de Sousa, rodeado por algumas das dezenas de pessoas que o aguardavam, bem como a Filipe VI e a Letizia Ortiz, deu ainda conta do estado de espírito dos monarcas em relação à cidade do Porto.

"O Porto, como sempre, ultrapassou as expectativas e os reis partem para Lisboa com o coração cheio. Correu muito bem. Estavam maravilhados com o que viram em Portugal de avanço tecnológico e até com o tempo", apontou.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS