Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
22º
MIN 20º MÁX 28º

"A discussão acabava sempre em tachos e lugares na lista"

O partido Juntos Pelo Povo (JPP) conquistou o lugar para cinco deputados no Parlamento regional da Madeira nas eleições que se realizaram este domingo.

"A discussão acabava sempre em tachos e lugares na lista"
Notícias ao Minuto

19:40 - 30/03/15 por Notícias Ao Minuto

Política JPP

As eleições de domingo na Madeira determinaram a vitória de Miguel Albuquerque, do PSD, no que poderá ser uma maioria absoluta – haverá uma recontagem dos votos nulos.

Mas olhando para o panorama político local o destaque vai para o Juntos Pelo Povo (JPP), partido que elegeu cinco deputados para o Parlamento regional – o mesmo número que o Partido Socialista.

Conta o Expresso que o JPP nasceu da vontade de mudança de dois irmãos: Filipe Sousa e Élvio Sousa. O primeiro era deputado socialista, mas abandonou a militância. “Sempre que se tentava traçar uma estratégia, a discussão acabava em tachos e em lugares na lista de candidatos”, contou ao Expresso.

Em 2012, aquando dos incêndios que fustigaram a ilha, os dois irmãos estiveram junto da população a prestar auxílio. Este apoio, juntamente com outras medidas de proximidade, valeu a presidência da Câmara de Santa Cruz a Filipe Sousa em 2013, bem como todas as juntas de freguesia do concelho.

Élvio Sousa, conta o Expresso, foi quem teve a ideia de fazer do movimento de cidadãos um partido e, em seis meses, o JPP estava legalizado e podia concorrer às eleições antecipadas.

Sem caras conhecidas, o novo partido conta com pessoas do povo: desempregados, empresários, professores, doutorados e até uma candidata grávida de nove meses.

Agora, o JPP tem cinco assentos parlamentares, os mesmos que o PS e promete dar voz aos desejos do povo.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório