Meteorologia

  • 07 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 30º

"O aborto é um direito fundamental, não é uma estatística"

Joana Mortágua sublinha o "absurdo" que é a proposta de avaliação dos profissionais de saúde com base na realização de interrupções voluntárias da gravidez por parte de pacientes.

"O aborto é um direito fundamental, não é uma estatística"
Notícias ao Minuto

23:58 - 10/05/22 por Notícias ao Minuto

Política Joana Mortágua

A deputada do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, recorreu, esta terça-feira, ao Twitter para demonstrar o seu desagrado relativamente à proposta que está a ser avaliada pela tutela que prevê uma mudança na avaliação dos profissionais de saúde, especificamente no que diz respeito à realização de interrupções voluntárias da gravidez.

A bloquista afirma que quanto mais pensa no assunto "mais absurdo se torna".

"O aborto é um direito fundamental, não é uma estatística de procedimentos médicos evitáveis por lógicas gestionárias. Os constrangimentos não são esses, não podem ser. Lutamos para que fossem exclusivamente a consciência de cada mulher", apontou a deputada.

A proposta gerou várias críticas contra a ministra da Saúde, Marta Temido, que esteve hoje a ser ouvida no Parlamento.

Leia Também: IVG. "Não é a penalização nem do utente, nem do médico”, diz Marta Temido

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório