Meteorologia

  • 28 MAIO 2022
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 26º

IL tem objetivo para as legislativas: "Queremos atingir cinco deputados"

"Se os partidos que não são socialistas nem de Esquerda conseguirem mostrar que são uma verdadeira alternativa ao PS, não tenho dúvida de que há aí uma oportunidade", assinalou Cotrim Figueiredo na RTP3.

IL tem objetivo para as legislativas: "Queremos atingir cinco deputados"
Notícias ao Minuto

23:46 - 02/12/21 por Notícias ao Minuto

Política Iniciativa Liberal

Numa altura em que as eleições legislativas estão cada vez mais próximas - recorde-se que terão lugar em 30 de janeiro de 2022 - João Cotrim Figueiredo, líder do Iniciativa Liberal (IL), foi à RTP3 traçar um cenário desejado: "Queremos atingir cinco deputados [...] Entre três e sete, nenhum deles me surpreenderia"

Recusando que o partido já não é 'de bolha', o político assumiu que gostavam, contudo, "de ter mais visibilidade". "Ao longo do tempo temos sentido, penso também por mérito nosso e das propostas coerentes que temos posto na agenda nacional, um maior interesse da comunicação social", sublinhou.

Cotrim Figueiredo assumiu ainda que, após as eleições legislativas, o Iniciativa Liberal estará disposto a fazer parte de uma "construção alternativa". "Se os partidos que não são socialistas nem de Esquerda conseguirem mostrar que são uma verdadeira alternativa ao PS, não tenho dúvida de que há aí uma oportunidade", assinalou. 

"Nós faremos parte da construção dessa alternativa se a aritmética eleitoral da noite de dia 30 assim o permitir", mas, sem o Chega, um partido que "descarta completamente". "Não faz parte dos nossos parceiros. Tem uma forma de fazer política que nos desagrada profundamente", afirmou o presidente dos liberais. 

E foi taxativo. O partido de André Ventura "não é confiável". 

De recordar que, no passado dia 4 de novembro, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou ao país a decisão sobre a dissolução do Governo e a data das eleições antecipadas, após ter ouvido os partidos e o Conselho de Estado. 

O Orçamento do Estado para 2022 foi chumbado logo na votação na generalidade, em 27 de outubro, com votos contra de PSD, BE, PCP, CDS-PP, PEV, Chega e Iniciativa Liberal. Teve votos a favor apenas da bancada do PS e abstenções do PAN e das deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues.

Leia Também: IL pede maturidade e alerta para PS "mais perigoso" com maioria absoluta

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Campo obrigatório