Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2020
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

PAN denuncia falta de condições em canil de Proença-a-Nova

Inês Sousa Real e Bebiana Cunha visitaram esta segunda-feira o canil intermunicipal de Proença-a-Nova. Partido vai pedir explicações ao Ministério da Agricultura e exigir que a gestão do espaço seja alterada.

PAN denuncia falta de condições em canil de Proença-a-Nova

O PAN denunciou esta segunda-feira a "falta de condições" no canil intermunicipal de Proença-a-Nova, que acolhe animais de 12 municípios.

O partido refere que o espaço do canil em causa "não garante o devido tratamento em termos de alimentação, nem os cuidados de saúde essenciais" dos animais.

Segundo uma nota do PAN, as duas deputadas que visitaram o local, Inês de Sousa Real e Bebiana Cunha, depararam-se com a porta trancada a cadeado, mesmo durante o horário de visitas para a adoção dos animais.

"Não há dados claros e objetivos sobre quantos os animais foram efetivamente abatidos ou não, ou mesmo se são encaminhados para adoção. Também não há nenhum médico veterinário em permanência no local", apontam, dando ainda conta que o PAN "vai pedir explicações ao Ministério da Agricultura e exigir que seja alterada a gestão deste espaço". 

Recentemente, recorde-se, duas mulheres, de 43 e 71 anos, foram identificadas pela Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Santo Tirso e do Posto Territorial de Valongo, por maus-tratos a animais de companhia.

Em causa estavam dois espaços: uma casa abandonada e a residência da proprietária dos canis de Santo Tirso, onde deflagrou um incêndio que vitimou 52 cães e dois gatos. O caso, que fez eco na política (tendo o tema sido levado a Parlamento), terá motivado a demissão do diretor-geral de Alimentação e Veterinária. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório