Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Diretor-geral da DGAV demite-se após incêndio em canis de Santo Tirso

Fernando Bernardo ocupava cargo desde 2016.

Diretor-geral da DGAV demite-se após incêndio em canis de Santo Tirso

O diretor-geral da Alimentação e Veterinária (DGAV), Fernando Bernardo, demitiu-se do cargo. Uma notícia avançada pela TSF e confirmada ao Notícias ao Minuto pelo Ministério da Agricultura. 

"Confirma-se que a pedido do prof. Doutor Fernando Manuel d’Almeida Bernardo, a senhora Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, determinou a sua cessação da comissão de serviço no cargo de Diretor-Geral de Alimentação e Veterinária", pode ler-se na resposta ao Notícias ao Minuto

As razões da demissão não foram formalmente confirmadas pelo Ministério da Agricultura, contudo, esta surge após António Costa ter criticado a organização, no Parlamento, na sequência do incêndio em Santo Tirso que tirou a vida a 73 animais.

O primeiro-ministro classificou como "absolutamente intolerável" o incidente e admitiu repensar o quadro legal e a "orgânica do Estado" nesta matéria. 

"Obviamente, a DGAV não está feita para cuidar de animais de estimação e manifestamente não tem revelado capacidade ou competência de se ajustar à nova realidade legislativa que temos", criticou o líder do Executivo, apelando ao "esforço" e "humildade" para avaliar a lei, para que situações semelhantes não se repitam.

No dia 19 de julho, a mara Municipal de Santo Tirso confirmou que morreram 73 animais no incêndio que atingiu, durante a madrugada, dois canis ilegais. 

A morte destes animais motivou reações dos partidos políticos, com PAN, BE e PCP a exigirem explicações do Governo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório