Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

AR "vai ficar cega, surda e muda" durante a campanha sobre o caso Tancos

Fernando Negrão critica a "imposição" da geringonça.

AR "vai ficar cega, surda e muda" durante a campanha sobre o caso Tancos

O deputado social-democrata Fernando Negrão criticou a "imposição" feita pela geringonça para que o debate sobre o caso Tancos, na Assembleia da República, só se realize depois das eleições legislativas.

"Por imposição do PS, BE, PCP e Verdes não se realiza a comissão permanente durante a campanha eleitoral, o que quer dizer que o Parlamento vai ficar cego, surdo e mudo durante a campanha eleitoral perante um dos casos mais graves que aconteceu nas últimas décadas em Portugal, que é o caso Tancos", atirou.

O deputado do PSD falava aos jornalistas no final da conferência de líderes parlamentares que, na manhã de hoje, se realizou para analisar o requerimento do PSD que exigia a realização de um debate sobre Tancos, em Comissão Permanente da Assembleia da República.

Para Negrão, o caso Tancos "tem a gravidade suficiente para ser discutido numa Comissão Permanente durante a campanha eleitoral" e os eleitores, "que acompanharam esta discussão durante os últimos dias, não têm a opinião dos partidos políticos na Assembleia da República sobre esta matéria e deviam ter". Contudo, "os partidos de esquerda não quiseram" não quiseram esclarecer os  portugueses.

Assim sendo, a conferência de líderes parlamentares de hoje marcou o debate pedido pelo PSD sobre Tancos em Comissão Permanente da Assembleia da República para a próxima quarta-feira, dia 9 de outubro, já depois das eleições legislativas de domingo, dia 6.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório